Diário da Serra

Aplicativo permite a compra de alimentos com produtores da zona rural de Tangará da Serra

Bem Notícias 30/10/2020 Geral

Trinta e nove produtores já foram cadastrados na plataforma que inclui a venda de frutas, flores, hortaliças, grãos, processados e lacticínios, de carnes e ovos

Geral

O MT Horticultura, projeto da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) que ampara produtores rurais da região oferece uma ferramenta útil para servir de elo entre eles e os consumidores. É o aplicativo Direto da Roça, plataforma desenvolvida especialmente para a compra de produtos direto das lavouras.


De acordo com o professor Willian Krause, coordenador do projeto, ao acompanhar os produtores rurais, a equipe do MT Horticultura percebeu que a maioria possui acesso à internet, mas que poucos desses produtores faziam uso da internet para comercializar os seus produtos. As raras exceções se davam pelo uso do WhatsApp por parte de alguns deles.
 

Assim, uma pesquisa foi desenvolvida no ano passado por uma acadêmica do Mestrado em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola e através dela, a demanda foi descoberta, gerando a ideia da criação do aplicativo. “Essa plataforma é gratuita. O produtor entra, baixa o aplicativo no próprio site. Ele vai baixar ali, vai se cadastrar e inclusive vai colocar lá fotos, o produto, o preço e nós vamos fazer o trabalho de divulgação. Na verdade o produtor vai ter a sua própria loja virtual e aí a gente vai ajudar ele para divulgar. Isso vai ampliar o leque de produtores e vai dar mais visibilidade ao seu produto”, explicou Krause.


Trinta e nove produtores já foram cadastrados na plataforma que inclui a venda de frutas, flores, hortaliças, grãos, processados e lacticínios, de carnes e ovos. No caso dos consumidores, para ter acesso aos produtos, não há necessidade de cadastro. Basta baixar gratuitamente o aplicativo compatível com Android e IOS pelo site www.diretodarocamt.com.br e escolher o produto desejado.
“O consumidor entra, escolhe manda a mensagem no WhatsApp e negocia direto com o produtor. O projeto está sendo desenvolvido inicialmente aqui em Tangará, mas depois o nosso objetivo é expandir para todo o estado de Mato Grosso”, ressaltou o coordenador, ao convidar a população a aderir à plataforma.

Notícias da editoria