Diário da Serra

ASSASSINADA – Caso Mariana completa dois anos e familiares aguardam por justiça

Redação DS 02/11/2020 Polícia

Crime que chocou a população de Tangará aconteceu em novembro de 2018

Mariana Dutra Teixeira tinha 21 anos

Nesta quinta-feira, dia 5 de novembro, completam dois anos da morte da jovem Mariana Dutra Teixeira, assassinada em Tangará da Serra. Na época ela tinha 21 anos.


O crime que chocou a população de Tangará da Serra aconteceu em novembro de 2018. A família de Mariana registrou seu desaparecimento no dia 5 de novembro e a partir daí, juntamente com amigos da jovem, iniciou-se uma campanha em busca de informações que levariam até o paradeiro de Mariana.


A Polícia Judiciária Civil (PJC) iniciou com as investigações e 17 dias após seu desaparecimento, localizou o corpo de Mariana jogado em uma mata na Rua 40, no bairro Jardim Acapulco.


Um adolescente de 15 anos de idade, na época, foi apreendido como autor da morte da jovem. À polícia ele confessou o crime e falou que matou Mariana com golpes de faca. Ele ainda revelou que a vítima implorou para não ser morta, mas, cumpriu o crime a mando de B.S.S, por vingança.


Outro suspeito também foi preso, acusado de ser o mandante do homicídio de Mariana Dutra Teixeira. Ele é acusado pelo crime de homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, corrupção de menor, consistente na promessa de pagar R$5 mil e drogas ao adolescente para matar a vítima e pelo modo cruel em que operaram o crime, em decorrência dos golpes de faca desferidos contra Mariana, além da ocultação de cadáver.


Ambos seguem presos aguardando julgamento. “Foi a vida de uma inocente (…) e queremos justiça”, clama a prima Fabricya Dutra, ao afirmar que a família ainda continua na expectativa do julgamento para fechar este doloroso capítulo da vida deles.

Notícias da editoria