Diário da Serra

SEMANA DECISIVA – Candidatos intensificam campanhas na reta final da disputa em Tangará

Fabíola Tormes / Redação DS 08/11/2020 Política

Trabalho deverá ser intenso para conquistar os mais de 69 mil eleitores

Programas no rádio e na televisão terminam nesta quinta

Candidatos intensificam campanhas na reta final da disputa em Tangará

No próximo domingo, dia 15 de novembro, 2.317.102 eleitores do Estado de Mato Grosso deverão ir as urnas para escolher os próximos representantes municipais no Executivo e Legislativo, assim como um novo representante no Senado. O eleitor deverá votar primeiro para vereador, em seguida prefeito e por fim, senador.


Em Tangará da Serra, em que há quase 260 candidatos na disputa, o trabalho deverá ser intenso nesta semana que antecede as Eleições Municipais, para conquistar os mais de 69 mil eleitores.


Os cinco candidatos a prefeitura – Chico Clemente (PSD), Claudinho Frare (Republicanos), Jean Piccoli (PSC), Vander Masson (PSDB) e Wesley Torres (MDB) – assim como os quase 200 candidatos ao cargo de vereador por Tangará da Serra intensificarão suas ações, visando especialmente os eleitores indecisos (que somam cerca de 11%, conforme dados da segunda Pesquisa Eleitoral do Diário da Serra).


Os trabalhos deverão ser intensificados nos últimos programas no rádio e na televisão, assim como nas reuniões públicas, comícios e sonorização fixa, que encerram nesta quinta-feira, dia 12 de novembro. Este é também o último dia para a realização de debate no rádio e na televisão.


Já a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral e a reprodução, na internet, de jornal impresso com propaganda eleitoral encerra na sexta-feira, dia 13.


O sábado, 14, véspera da eleição, é o último dia para a propaganda eleitoral mediante alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8h e as 22h; último dia, até as 22h, para a distribuição de material gráfico, caminhada, carreata ou passeata.


Já o dia 15 é reservado somente a votação do primeiro turno das eleições, sendo vedadas, por exemplo, todas as formas de propaganda. Neste dia é permitido somente a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato.


No dia da votação, eleitor deve cumprir protocolo sanitário

Para o dia da eleição, dia 15 de novembro, todos os eleitores devem cumprir o protocolo sanitário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral. O uso de máscara é obrigatório, bem como higienizar as mãos antes e depois de votar e manter o distanciamento social. A Justiça Eleitoral orienta ainda, que se possível o eleitor leve a caneta para assinar o caderno de votação.


Por conta da pandemia, o horário da votação este ano foi estendido em uma hora e será das 7h às 17h. De 7h às 10h terá preferência para votar os maiores de 60 anos, mas atenção, trata-se de atendimento preferencial e não exclusivo.


Para votar o eleitor deve apresentar um documento oficial com foto e não é preciso apresentar o título impresso. O eleitor que fez o cadastro biométrico pode apresentar o e-Título como documento de identificação. O documento de identificação não deve ser entregue ao mesário, mas apenas, mostrado a uma distância segura.


Por fim, a Justiça Eleitoral orienta o eleitor a consultar o local de votação, pois alguns locais estavam sem condições adequados de uso e os eleitores foram transferidos para uma nova localidade. Assim como ocorre com a situação eleitoral, o eleitor pode consultar o local de votação no site do TRE, no e-título e pelo telefone 0800 647 8191 (das 7h às 19h).



Notícias da editoria