Diário da Serra

Apesar da demora para divulgação dos resultados, juiz avalia positivamente eleições 2020

Fabíola Tormes / Redação DS 16/11/2020 Política

Em Tangará da Serra e Nova Olímpia o processo foi tranquilo

Política

Assim como em todo o país, os tangaraenses foram as urnas neste domingo, dia 15 de novembro, para eleger seus representantes no Executivo e Legislativo Municipal. Neste dia, os eleitores de Mato Grosso foram às urnas para eleger também mais um representante do estado no Senado Federal. 


Na 19ª Zona Eleitoral, que abrange os municípios de Tangará da Serra e Nova Olímpia, o processo foi avaliado como tranquilo. “A organização foi muito tranquila, foi bem satisfatório”, avalia o Juiz Eleitoral Angelo Judai Junior, ao destacar que durante o período de votação, das 7h às 17h, não houve necessidade de troca de urna e os problemas relacionados a identificação dos eleitores foram resolvidos. “Avaliação positiva”.
 

Já em relação as ocorrências policiais, o magistrado afirmou que tiveram  algumas denúncias, mas que não resultaram em procedimentos, “porque não tinha base documental, probatória para instauração dos procedimentos. Então foi muito tranquilo”.
 

Apuração – O único problema enfrentado pela Justiça Eleitoral, em todo o país, foi relacionado ao processo de totalização dos votos (soma dos votos), em que ocorreu um atraso para a divulgação. “Os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto”, explicou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em nota. 
 

O problema foi resolvido mais de duas horas depois do início da apuração. Os primeiros resultados começaram a aparecer às 19h25, de forma lenta. 
 

Prazos – Passado esse período de votação e apuração, a Justiça Eleitoral iniciará a partir de agora os trâmites para diplomação dos eleitos, que deve ocorrer até o da 18 de dezembro. “Temos que julgar todas as ações, as representações que foram interpostas durante a campanha e a diplomação dos eleitos ocorre até o dia 18 de dezembro e vamos procurar fazer o quanto antes”, finalizou o juiz.

Notícias da editoria