Diário da Serra

NONA EDIÇÃO – Militares de Tangará da Serra e região participam de curso de Sobrevivência Policial

Fabíola Tormes / Redação DS 24/11/2020 Polícia

Participantes receberão conteúdos teóricos e práticos

Curso segue até sexta-feira

Dados nacionais mostram que morrem mais policiais militares quando estão de folga que durante o exercício das atividades operacionais. De acordo com o Anuário da Segurança Pública, edição de 2016, dos 393 homicídios que vitimaram policiais em 2015, 290 ocorreram quando estavam de folga.


Buscando reverter essa situação que a Polícia Militar do Estado de Mato Grosso, através do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) está promovendo em Tangará da Serra a nona edição do Curso de Sobrevivência Policial. As capacitações iniciaram em janeiro deste ano.


De acordo com o coordenador do curso, Tenente Marques, do Bope de Mato Grosso, durante uma semana os participantes receberão conteúdos teóricos e treinamentos de práticas operacionais, atitudes e comportamentos visando à segurança do policial. “No curso ele vai aprender, com técnicas, a como agir em situação de roubo, seja em ambiente confinado ou aberto, em veículo, ambientes comerciais e principalmente quando estiver junto de sua família. O que ele pode e não pode fazer, como ele deve agir”, explica o coordenador. “A intenção do curso é simplesmente minimizar o risco de morte por policiais em horário de folga. Por isso a Polícia Militar, através do Bope, vem realizando esses cursos de forma a difundir esse conhecimento e salvar vidas, preservar vidas de policiais militares”.


Nesta edição do curso participam policiais militares dos municípios de Tangará da Serra, Barra do Bugres, Campo Novo do Parecis e Juína, através do esforço do Tenente Coronel PM Leite, que articulou a vinda dessa capacitação de sobrevivência policial a Tangará da Serra. “Esse curso nada mais é que instruir o policial militar que está no momento de folga, como deverá se portar em situações adversas”, reitera o Comandante Adjunto da 22ª Companhia Independente de Força Tática em Tangará da Serra, Tenente PM Furquim, que também participa do curso.


“São instruções muito importantes, que garantem a sobrevida do policial militar, que demonstram inclusive locais adequados que deve frequentar, a maneira de se portar nesses ambientes (…) então é um curso de extrema importância para a tropa, sejam oficiais ou praças”.


O curso iniciou nesta segunda-feira, dia 23, e segue até sexta-feira. “Tudo isso visando trazer uma melhoria na atuação do policial militar perante as adversidades no momento de folga, no seu momento de lazer, tentando assim evitar que esses policiais sejam vitimizados durante essas ocorrências”.



Notícias da editoria