Diário da Serra

Deputados articulam emendas ao orçamento para a implantação do Hospital Regional em Tangará da Serra e Juína

Adriane Rangel / Assessoria Gabinete 25/11/2020 Saúde

Objetivo é destinar R$ 20 milhões para Tangará da Serra e Juína; Paulo Araújo e Dr. João apresentaram as emendas; Faissal indicação

Saúde

O deputado estadual Paulo Araújo (Progressistas) juntamente com o deputado Dr. João (MDB) protocolaram uma emenda aditiva ao Projeto de Lei nº 913/2020, da Lei Orçamentária Anual 2021, que trata sobre construção e reforma dos estabelecimentos de saúde do estado. Os parlamentares apresentaram as emendas com intuito de beneficiar a área da saúde do médio-norte de Mato Grosso, que anteriormente não havia sido contemplada.


Paulo Araújo explicou que a decisão de priorizar uma parte dos investimentos da área saúde no valor de R$ 20 milhões para os municípios de Tangará da Serra e Juína foi com a finalidade de garantir a construção de dois hospitais regionais. “A nossa intenção é melhorar a saúde e promover maior agilidade nos atendimentos, que, por falta de estrutura no local, estes pacientes acabam se deslocando a Cuiabá para receber atendimentos médicos”, observou  o progressista.
 

Araújo justificou ainda que na Lei Orçamentária Anual (LOA) foi disponibilizado o valor de R$ 142 milhões para construção e reforma dos estabelecimentos assistenciais de saúde de 11 municípios da região sul do estado, entretanto o parlamentar apontou que a parte para o médio-norte é essencial para a região.
 

Além deles, o deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou indicação ao secretário da Casa Civil e ao secretário de Saúde sobre a necessidade de construção e implantação de um Hospital Regional em Tangará da Serra para atender toda a região oeste de Mato Grosso. 
 

Segundo a justificativa, o zoneamento sócio-econômico-ecológico do estado definiu doze macrorregiões de planejamento. A região denominada RP Oeste possui Tangará da Serra como cidade polo e abrange os seguintes municípios: Brasnorte, Campo Novo do Parecis, Santo Afonso, Nova Olímpia, Denise, Barra do Bugres e Porto Estrela, possuindo população estimada em 190.836 (cento e noventa mil e oitocentos e trinta e seis) habitantes, segundo o IBGE de 2010.
 

“A construção desse hospital atenderá a necessidade de realização de procedimentos médicos de média e alta complexidade, além de ser um dos primeiros passos para descentralizar a saúde do estado, além de movimentar a economia local tornando a cidade um polo de atendimento na região”, justificou o deputado.     



Notícias da editoria