Diário da Serra

CRISE HÍDRICA – Abastecimento de água ainda não está normalizado

Fabíola Tormes / Redação DS 07/12/2020 Geral

Mesmo com as chuvas de grande proporção, ações complementares seguem

Capacidade de tratamento está acima de 50%

Tangará da Serra registrou no final de semana duas intensas chuvas – de sexta-feira, 4, de 35 milímetros e da madrugada de domingo, 6, de 40mm – trazendo alívio a todos.


“As chuvas iniciaram e estão trazendo um pouco mais de tranquilidade a todos nós, mas elas precisam de consolidar para que o tratamento e a distribuição possam assim se tornar normais novamente”, afirma o diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Marcel Berteges, ao afirmar que com todas as ações executadas, captação de água no Russo para complementação no Queima Pé, abastecimento com as represas subjacentes de proprietários privados também para o Queima Pé, e essas chuvas que pontualmente se apresentam, já estão conseguindo tratar acima de 50% da capacidade nominal da Estação de Tratamento de Água (ETA) Queima Pé.


“Especificamente as chuvas tem sido positivas”, comemorou, ao destacar, porém, que as frentes de combate com os caminhões pipas: 17 de gestão do Samae (próprios, locados e caminhões da Sinfra), e também nove cedidos pela Defesa Civil do Estado, continuarão. “Esses combates continuarão sendo realizados conforme informativo de distribuição de água com caminhões pipas [enviados diariamente]”.


“E assim, mantendo a alternância, buscamos atender as regiões”, finaliza. “Essa é situação atual, em crescente e otimismo, esperando a consolidação das chuvas, para que tudo isso se normalize”.
 

Notícias da editoria