Diário da Serra

Cerimônias de posse em Tangará da Serra e região serão todas restritas

Fabíola Tormes / Redação DS 31/12/2020 Política

Barra do Bugres, Nova Olímpia e Campo Novo também confirmaram atos restritos aos eleitos e poucos familiares

Prefeito e vice eleitos de Tangará

Os prefeitos eleitos de todo o país estão na reta final dos ajustes para começarem suas gestões à frente dos municípios. Nesta sexta-feira, dia 1° de janeiro de 2021, com restrições em função da pandemia do novo coronavírus, acontecerão as cerimônias de transição de cargo. 


No Estado de Mato Grosso, em que os casos da doença estão aumentando a cada dia (apesar do risco de contaminação da Covid-19 serem considerados baixos em todos os municípios), a grande maioria das cerimônias serão restritas aos eleitos e poucos familiares.
 

Em Tangará da Serra, por exemplo, o prefeito eleito Vander Masson (PSDB), em consonância com o prefeito Fábio Junqueira (MDB), decidiu cancelar a cerimônia presencial, aberta ao público, que aconteceria no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho, diante do aumento dos casos do novo coronavírus (Covid-19).
 

A cerimônia, que inicia às 19h, agora será resumida a um ato restrito a cerca de 30 pessoas, sendo apenas prefeito, vice-prefeito, secretários que serão empossados e à imprensa. Para chegar ao máximo de pessoas, o ato será transmitido pela Internet, pelas páginas no Facebook da Prefeitura Municipal e do prefeito Vander Masson.
 

A Câmara Municipal de Tangará da Serra também restringiu a cerimônia aos empossados e imprensa, além da transmissão online. O ato será às 9h e foi dividido do Executivo para evitar aglomerações, mesmo sendo realizado de forma restrita. 
 

Em Barra do Bugres a posse do prefeito eleito Dr Divino, vice e vereadores também terá um número restrito de convidados e será transmitida a todos os munícipes virtualmente. A cerimônia de posse será transmitida pela página do Facebook da Câmara Municipal do município https://www.facebook.com/camaradebarradobugres
 

Cada empossado terá a autorização de apenas 10 convidados, seguindo todos os protocolos do Ministério da Saúde. O horário previsto para começar o evento será às 9h, no ginásio de esportes Arlindo Buck.
 

Em Nova Olímpia a posse dos eleitos também será bem diferente do habitual. Ao contrário dos mandatos anteriores, a solenidade que excepcionalmente ocorrerá nas dependências da Câmara Municipal será restrita aos eleitos e a um familiar de cada empossado.
 

A cerimônia em que o prefeito José Elpídio e vice Rímer de Oliveira, ambos reeleitos, tomarão posse para o mandato 2021/24 está prevista para iniciar às 9h e será transmitida pelas redes sociais (facebook) da Prefeitura, Câmara e ClickNovaOlímpia. Esse será o quarto mandato de Zé Elpídio a frente da Prefeitura de Nova Olímpia e o segundo de Rímer como vice. Na oportunidade, o prefeito anunciará seu secretariado, que não haverá alteração em relação ao atual mandato.
 

Já em Campo Novo do Parecis, o prefeito Rafael Machado será reafirmado no cargo em posse ainda indefinida. Segundo a assessoria da Câmara de Vereadores do Município, eles receberam uma orientação recomendatória do Ministério Público quanto a realização da sessão de posse. Dionardo Mendes, presidente atual determinou que a Câmara deva seguir a notificação recomendatória do MP, porém ainda não definiram o protocolo.
 

Mais
 

Em Cuiabá, cidade que acumula mais de 40 mil e 100 casos confirmados e 1.162 mortes, não haverá cerimônia para posse do prefeito reeleito.
 

Emanuel Pinheiro comentou o cancelamento da cerimônia de posse, que seria realizada no Centro de Eventos do Pantanal e informou, por meio das redes sociais que, apesar de ser uma solenidade histórica, nesse momento de pandemia, ele quer dar o exemplo. Segundo Pinheiro, desta maneira, vai iniciar o mandato em consonância com a realidade atual.
 

Já em Várzea Grande, cidade da região Metropolitana de Cuiabá, a cerimônia de posse do prefeito eleito Kalil Baracat está prevista para o dia 1º, com a presença de 200 pessoas. 

Notícias da editoria