Diário da Serra

Cuiabá bate o Juventude e fica mais perto da Série A

UOL 06/01/2021 Esportes

Com o placar final de 1 a 0, a equipe chegou aos 54 pontos pulando para a 3ª colocação

Esportes

Em confronto na parte de cima da tabela, Cuiabá e Juventude entraram em campo na noite desta terça-feira, 5, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, na Arena Pantanal.


Com o placar final de 1 a 0, a equipe comandada por Alan Aal chegou aos 54 pontos pulando para a 3ª colocação.
 

Já o time de Pintado acabou caindo para a 4ª posição com seus 52 pontos, e agora terá que torcer por um tropeço do CSA na rodada para seguir no G-4 da competição.


O jogo
 

Jogando fora de casa, o Juventude não quis saber e partiu pra cima do Cuiabá. Até meados dos 15 minutos, a equipe gaúcha já havia conseguido testar o goleiro João Carlos no chute de João Paulo, além de pressionar a saída de bola da equipe local.
 

Até meados dos 30 minutos o panorama do confronto era basicamente igual. Entretanto, aos poucos, o time de Alan Aal conseguia sair mais para o jogo, arriscando-se em seu campo de ataque, porém de forma tímida, sem oferecer maiores perigos a Marcelo Carné.
 

Já na reta final, aos 34 minutos, o Cuiabá surpreendeu e conseguiu tirar o zero do marcador. Após levantamento de Rafael Gava, Anderson Conceição conseguiu subir mais do que os zagueiros do Ju e, em uma forte cabeçada, a bola ainda bateu na trave antes de entrar. 1 a 0.
 

Já na segunda etapa, Pintado optou por colocar Rafael Grampola e Matheuzinho nos lugares de Neto e Capixaba, respectivamente. Não diferente de como foi na etapa inicial, a equipe gaúcha partiu pra cima do rival que, por sua vez, aposta mais nos contra-ataques na expectativa de aumentar mais a vantagem.
 

Com mais algumas substituições, porém agora de ambos os lados, o Dourado passou a equilibrar mais as ações. Até meados dos 30 minutos, Jenison e Yago ainda ofereceram perigo ao sistema defensivo dos visitantes, quase conseguindo marcar mais um.
 

Até os acréscimos, o jogo passou a ficar lá e cá. Com boas chances, a melhor foi por parte do Juventude, com Everton que, por sua vez, acabou acertando a trave de João Carlos, mas acabou não sendo o suficiente, fazendo com o que o árbitro, momentos depois, soprasse o apito para encerrar o duelo com direito a comemoração dos comandados de Alan Aal.

Notícias da editoria