Diário da Serra

LUTO – Morre aos 76 anos o ex-prefeito e ex-deputado Saturnino Masson

REDAÇÃO DS / Assessoria 07/01/2021 Geral

Chegou em Tangará em 1970 onde fez uma linda história

Saturnino Masson, 76 anos

Morre aos 76 anos o ex-prefeito e ex-deputado Saturnino Masson

Morreu no final da manhã de quinta-feira, dia 07, o ex-prefeito de Tangará da Serra, Saturnino Masson, 76 anos, pai do atual prefeito, Vander Masson (PSDB). Ele estava em casa, em Tangará, se recuperando de uma cirurgia, quando sofreu um infarto agudo do miocárdio, vindo a óbito.


Saturnino passou, no dia 25 de dezembro, por uma cirurgia de vídeo para retirada de uma diverticulite, que é uma inflamação na parede interna do intestino, permanecendo hospitalizado até o início do ano, em Cuiabá. Após receber alta médica, ele se recuperava em casa, onde teve o infarto nesta quinta. 


Muito abalado, o filho, Vander Masson, prefeito municipal de Tangará da Serra, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento do pai. “Fica declarado Luto Oficial no Município de Tangará da Serra, por três dias, em decorrência do falecimento do ex-prefeito e ex-deputado estadual do Senhor Saturnino Masson, ocorrido na manhã”, diz o decreto 008/2021, divulgado no início da tarde.


“Tangará da Serra está de luto neste momento, com o falecimento do meu pai, Saturnino Masson. Ele combateu o bom combate, cumpriu sua missão aqui na terra, homem de bem, íntegro e humano. Me ensinou muito e levarei cada ensinamento pela vida inteira. Obrigado a todos, de coração, pelas mensagens de apoio nesse momento tão triste e doloroso”, escreveu Vander Masson, em suas redes sociais.


Saturnino foi casado com Neide dos Santos, com quem teve três filhos: Vander e Rose, que nasceram em Nova Olímpia, e Mara, que é filha de Tangará da Serra. São ainda avós de cinco netos: Guilherme, Gustavo, Gabriela, Rafael e Gabriel; e dois bisnetos.


Velório e sepultamento - O corpo de Saturnino Masson será velado até às 9h desta sexta-feira, 8 de janeiro, no Centro Municipal de Ensino José Nodari, na Avenida Ismael José do Nascimento (Rua 01). O sepultamento será logo depois, no Cemitério Municipal Jardim da Paz, em Tangará da Serra, obedecendo às normas sanitárias.


Saturnino chegou ao Mato Grosso com apenas 18 anos

Filho de Ângelo Masson e Rosa Priotto, Saturnino Masson é quarto descendente de uma grande família, que no Estado de Mato Grosso fez uma linda história. Nascido na cidade de Tanabi, em São Paulo, Saturnino Masson ficou no município até completar oito anos, quando a família se mudou para Jales, ficando lá por mais 10 anos.


Em 1963 novamente uma mudança. A família toda decide mudar-se para Mato Grosso, especificamente para o município de Nova Olímpia. Por sete anos Saturnino Masson residiu na vizinha Nova Olímpia, quando, em 1970, já casado, se muda para Tangará da Serra, enquanto os irmãos e pais, permaneceram na cidade.


A mudança para o município foi motivada por um convite do Governo do Estado de Mato Grosso para gerenciar a Companhia de Armazéns e Silos (Casemat) – extinta e incorporada à Empaer em 1998. Neste serviço ficou cerca de um ano, quando então, vislumbrando um nicho de mercado em crescimento, investiu naquela que se tornou a empresa Alimentos Masson.


Empresário do setor agrícola, ele entrou para a política pública há mais de 30 anos. Desde então, já exerceu os cargos de vice-prefeito (1989-1992), prefeito (1993-1996/2011-2012), suplente de deputado federal (2007-2011), e deputado estadual (2015-2018) pelo Partido da Social da Democracia Brasileira (PSDB). Atualmente, Saturnino era suplente de deputado estadual.


Como prefeito municipal por duas vezes, em sua administração Saturnino construiu o primeiro hospital público do Município, além de postos de saúde e rede de esgoto. Os primeiros 20 quilômetros de esgotamento da cidade foram construídos, durante a atuação dele como administrador, na década de 1990, e quando reassumiu como prefeito, por mais dois anos, também em Tangará da Serra, completou os 70% da atual rede de esgoto da cidade. 


Saturnino Masson trabalhou também por Mato Grosso, como deputado Federal e Estadual. Como suplente de Federal, ele exerceu o mandato na Legislatura 2007-2011, e assumiu a cadeira de 13 de março a 11 de julho de 2008, em virtude do afastamento da Deputada Thelma de Oliveira.


Já como deputado Estadual, eleito com 16.262 votos pelo PSDB, exerceu mandato completo de 2015 a 2018 e atualmente – 2019/2022, era primeiro suplente do partido.



Notícias da editoria