Diário da Serra

'Chegou ao fim toda essa tristeza', diz primeira profissional da saúde vacinada em MT

G1MT 18/01/2021 Saúde

Atualmente, a profissional atua na linha de frente do combate ao vírus, mais precisamente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital de referência do estado.

Saúde

A técnica de enfermagem do Hospital Metropolitano, localizado em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, Luiza Batista de Almeida Silva, de 43 anos, foi a primeira trabalhadora da saúde a ser vacinada contra o coronavírus em Mato Grosso. "É muita alegria em saber que está chegando ao fim essa luta. Chegou ao fim toda essa tristeza", disse Luiza.


Atualmente, a profissional atua na linha de frente do combate ao vírus, mais precisamente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital de referência do estado.
 

O ato contou com a presença do governador Mauro Mendes, da primeira-dama Virginia Mendes, do secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, e demais autoridades. "Ainda temos um longo caminho até que a vacina chegue para todos os mato-grossenses. O Ministério da Saúde ainda não nos informou quando será liberado um novo lote, mas acreditamos que até o final deste mês seja liberado", afirmou o governador.
 

No total, sete profissionais da saúde, sendo eles do Hospital Metropolitano, do Samu, Santa Casa e do Adauto Botelho, foram vacinados nesta segunda-feira.
 

Veja a lista abaixo:
Luiza Batista de Almeida, técnica de enfermagem do Metropolitano
Angelina Galvan, técnica em enfermagem do Metropolitano
Luciele Benin, enfermeira do Samu
Dante Miraglia, fisioterapeuta Santa Casa
Rosângela Ushizima, enfermeira do Adauto Botelho
Joel Rodrigues da Silva, enfermeiro da Santa Casa
Carla Marques Rondon Campos, médica do Centro de Referência de Imuno Biológico Especial

 

Mato Grosso recebeu 126.160 doses para atender o público alvo da primeira fase da campanha. Serão cerca de 60 mil pessoas vacinadas, com as duas doses, dentre elas indígenas.
 

Conforme dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde nesta segunda-feira, Mato Grosso registra 200.134 casos confirmados da Covid-19 e 4.815 mortes em decorrência da doença.


Plano Estadual
 

O governo de Mato Grosso fez um Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).
 

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.
 

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.
 

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso começam a receber as agulhas e seringas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19.
A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

 

Atrasos na distribuição
 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que a vacinação seria iniciada a partir das 17h em todo o país, mas que a entrega das doses atrasou após a pasta alterar voos para os estados.
 

Em entrevista nesta segunda-feira, em São Paulo, Pazuello afirmou que houve atraso porque os governadores quiseram antecipar o início da vacinação e foi necessário refazer a logística. "Imagine a mudança da logística para 26 estados em um país continental como o Brasil", disse.
 

Outros estados receberam a CoronaVac e esperam começar a vacinar ainda nesta noite: Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Mato Grosso e Pernambuco.
 

Outras Unidades Federativas afirmaram que a vacinação só começa amanhã: Distrito Federal, Amapá, Rondônia, Amazonas, Bahia, Sergipe e Roraima.

Notícias da editoria