Diário da Serra

NA PRIMEIRA FASE – Tangará imunizará 1.722 pessoas contra Covid-19

Redação DS 19/01/2021 Saúde

Serão vacinados os profissionais da saúde, idosos e pessoas com deficiência institucionalizadas

Mais de 60 mil mato-grossenses serão vacinados nessa primeira fase

O governador Mauro Mendes afirmou que a vacinação contra a covid-19, que começou na noite de segunda-feira, 18, marca o início da recuperação de Mato Grosso em relação à pandemia. “É o início da recuperação de Mato Grosso na pandemia. Teremos longos meses pela frente. O número de vacinas enviadas aos estados é proporcional, e teremos um longo caminho a ser seguido até receber toda a imunização dos mato-grossenses”, relatou.


O lote de 126 mil doses do imunizante chegou em Mato Grosso no início da noite e foi armazenado no Centro de Distribuição em Cuiabá. De lá, as vacinas foram distribuídas nesta terça-feira, 19, para os polos regionais, de forma a chegarem em todos os municípios, proporcionalmente. Como são duas doses por pessoa, mais de 60 mil mato-grossenses serão vacinados nessa primeira fase.


Para Tangará da Serra, conforme Resolução n.º 01 da Comissão Intergestores Bipartite do Estado de Mato Grosso (CIB/MT), foram disponibilizadas doses para imunização de 1.722 pessoas nesta primeira etapa, sendo 1.635 trabalhadores de saúde; 82 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (que vivem em asilos ou clínicas); e 5 pessoas com deficiência institucionalizadas.


Na segunda fase, receberão a vacina a população de 70 a 74 anos; seguida da população de 65 a 69 anos; e depois os idosos entre 60 e 64 anos.


A terceira fase vai contemplar as pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.


Já a quarta fase vai imunizar os professores, profissionais das forças de Segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.
 



Notícias da editoria