Diário da Serra

IMPOSITIVAS – Governo anuncia novas medidas restritivas para frear Covid-19

REDAÇÃO DS / Secom-MT 01/03/2021 Saúde

Medidas são impositivas para todo o estado e valem para 15 dias

Medidas anunciadas nesta segunda

IMPOSITIVAS – Governo anuncia novas medidas restritivas para frear Covid-19

O Governo de Mato Grosso anunciou novas medidas restritivas que visam frear o contágio da Covid-19 no estado, a exemplo de restrição de horários para atividades econômicas e toque de recolher após às 21h. O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira, 1, após reunião com os Poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios, e passa a valer a partir de terça-feira, 2.


As medidas são impositivas para todo o estado e valem para os próximos 15 dias. As regras podem ser prorrogadas, endurecidas ou flexibilizadas, conforme o resultado obtido.

“Temos acompanhado o crescimento da pandemia de perto e o estrangulamento das UTIs. Por isso, somente em janeiro e fevereiro deste ano e agora no início de março, já abrimos 90 novos leitos de UTI para reforçar a nossa estrutura. Somos o estado que mais testa no Centro-Oeste por 100 mil habitantes. Distribuímos as vacinas e estamos tentando comprar de forma direta. O Governo está fazendo tudo o que pode, mas precisamos da ajuda da população para diminuir a circulação do vírus e essas internações”, afirmou o governador.


O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson afirmou que o Município seguirá as novas medidas restritivas. “Tangará está numa situação controlada (…) mas será melhor para nós. Se a gente fizer a nossa parte novamente, toda a população, imprensa, empresários, com certeza vamos reduzir a quantidade de mortes”, declarou o chefe do Executivo, em entrevista a TV Cidade Verde, ao lembrar que as medidas são impositivas.


Com o novo decreto, todas as atividades econômicas não poderão funcionar de segunda-feira a sexta-feira das 19h às 5h, e aos sábados, devem fechar as portas depois de 12h, e aos domingos, nenhum estabelecimento pode funcionar, inclusive supermercados. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências) e indústrias.


Além disso, como já era imposto, nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local, e ainda os supermercados devem limitar a entrada de apenas uma pessoa por família.


Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 22h e o  transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.


Foi ainda estabelecido o toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação, podendo a Polícia Militar dispensar aglomerações, inclusive em bares.


Também está prevista a multa de R$ 180 para pessoa física e com valor proporcional para empresas de acordo com a aglomeração e desrespeito ao toque de recolher, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público. 


Os órgãos públicos terão o atendimento presencial suspensos e os servidores vão trabalhar em escalas alternadas. Em sistema de rodízio semanal, 50% dos servidores vão trabalhar presencialmente e outros em teletrabalho.


Já para as escolas, dado o compromisso geral na adoção de protocolos de segurança, segue autorizado o funcionamento, dentro das limitações de horário impostas às demais atividades.


ALERTA – Tangará ultrapassa 10 mil casos de Covid-19

Quase um ano depois da primeira notificação de caso suspeito do coronavírus em Tangará da Serra (13 de março de 2020), o Município atinge a triste marca de 10.011 casos de Covid-19. A informação consta no boletim divulgado nesta segunda-feira, 1º de março, pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus.


Os casos ativos somam 97, com 64 pacientes em isolamento domiciliar e 33 internados no Hospital Municipal e em leitos pactuados na rede privada. Até domingo foram registrados 161 óbitos (23 deles em fevereiro) em decorrência da doença.


Quanto aos casos ativos, houve uma curva ascendente na última semana. Os pacientes atendidos com sintomas no mês de fevereiro somaram 2.745, sendo 71 no último domingo.


Por outro lado, os pacientes que se recuperaram da Covid-19 somam 9.752, perfazendo um índice de cura de 97,4%.


Dado preocupante é a taxa de ocupação de leitos de UTI na ordem de 92,3%. Os leitos de enfermaria estão com um índice de 45% de ocupação.


Tangará da Serra é o sexto município no estado com maior número de casos acumulados. Mato Grosso teve até domingo, 250.889 casos confirmados da Covid-19, sendo registrados 5.806 óbitos.
 



Notícias da editoria