Diário da Serra

OFÍCIO – Município pede alteração nos horários de atendimento do comércio

Fabíola Tormes / Redação DS 04/03/2021 Geral

Mudança sugere atendimento de segunda a sábado, das 5h às 22h

Atividades comerciais devem funcionar apenas até 19h

As medidas decretadas pelo Governo do Estado para tentar conter o avanço da pandemia da Covid-19 em Mato Grosso, são consideradas duras pelas autoridades municipais e, principalmente, pela classe comercial de Tangará da Serra.


Buscando mudanças urgentes, representantes dos Poderes Executivo e Legislativo Municipal, e representantes do comércio local e de prestadores de serviços, entre outros, se uniram para pedir mudanças no decreto estadual.


Um documento foi elaborado pedindo a alteração nos horários de atendimento presencial das atividades e serviços, passando a ser de segunda a sábado, das 5h às 22h e nos domingos das 5h às 14h.


Além disso, pede que o horário do Toque de Recolher também seja revisto, iniciando às 22h30. “O pedido se justifica em virtude da manutenção de emprego e considerando que os comércios que atuam a noite não poderão sequer abrir as portas para fazer seu giro financeiro e, em poucos dias, isso acarretará danos a toda a classe, atingindo diretamente a economia do município, bem como, com a redução do horário a tendência de aglomeração em alguns comércios se tornará ainda maior, principalmente em supermercados”, descrevem em ofício, assinado pelo prefeito Vander Masson, vereador Fábio Brito, e representantes de entidades de classe e outras.


“Nós entendemos que o comércio precisa ter essa flexibilização e por isso esse ofício sugerindo ao Governador a mudança. Nossa cidade é diferente de outras cidades. Nós temos uma fiscalização, temos um controle e é possível sim esse estendimento ao horário”, reforça o presidente do Legislativo Municipal. Ele espera que o ofício seja respondido o quanto antes e as reivindicações atendidas.


As medidas restritivas do Governo determinam, entre outras coisas, que as atividades comerciais devem funcionar apenas até 19h. Aos sábados e domingos até às 12h. O decreto também impõe toque de recolher das 21h até as 5h com proibição de circulação.

Notícias da editoria