Diário da Serra

COMÉRCIO LOCAL – Datas comemorativas devem ser antecipadas, sugere entidade

Fabíola Tormes / Redação DS 15/03/2021 Geral

Acits sugere que campanhas sejam trabalhadas por um período maior

Promoções podem ser prolongadas

A Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (Acits) está atenta e tem percebido as dificuldades enfrentadas pelos comerciantes, por conta, principalmente, das restrições impostas pela pandemia do coronavírus.


O decreto governamental, que vigora desde o dia 3 de março, restringindo horário de funcionamento e também a circulação de pessoas e serviços, aumenta as dificuldades tanto para empregadores como para empregados.


Para tentar obter melhores resultados, a Acits está trabalhando de forma diferenciada, sugerindo aos seus associados que as campanhas referentes às datas comemorativas sejam antecipadas e trabalhadas por um período maior, o que contribuiria também para evitar aglomerações.


“Já vivemos um ano de pandemia, vivemos uns decretos até mais rígidos do que estamos vivendo hoje, com imposições mais rígidas e a experiência que esse um ano nos traz é que a partir do momento que o empresário se antecipa, se programa, se planeja para essas situações, ele consegue ter um resultado tão positivo quanto outras datas comemorativas”, analisa o Administrador Executivo da Associação, Jorge Nazzari.


“E neste ano a gente espera que o empresário se prepare mais, que use as datas comemorativas, como agora teremos a Páscoa, o Dia das Mães. (…) onde o empresário pode estender a promoção, para que consiga atingir o nível de venda necessária para aquele período, para projeção e planejamento que fez para aquele momento”, completa, ao garantir que essa ampliação repercute também num atendimento mais tranquilo, sem aglomerações.


“O consumidor está mudando a maneira de comprar e precisamos acompanhar. Aquela forma tradicional que conhecíamos, cara a cara, na empresa, está cada vez mais sendo dificultada, porque ainda estamos vivendo um momento de pandemia. Então o empresário precisa abrir para essa nova maneira de acessar o consumidor. (…) para continuar ampliando as vendas, gerando renda e emprego a toda a sociedade”.

Notícias da editoria