Diário da Serra

#POLICIAIS SÃO ESSENCIAIS – Policiais promovem mobilizações em todo o Estado de Mato Grosso

Fabíola Tormes / Redação DS 18/03/2021 Polícia

As mobilizações foram coordenadas pelo Sindicato dos Investigadores

Policiais de Tangará e região

Investigadores da Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra e região promoveram uma manifestação pacífica em frente a Delegacia Regional. O ato foi realizado na quarta-feira, 17, em todo o país.

No Estado as mobilizações foram coordenadas pelo Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil de Mato Grosso (Sinpol-MT) e assim como em todo o país, o objetivo é mostrar o descontentamento em relação as políticas adotadas no que diz respeito a segurança pública.

“Os policiais civis, os policiais em geral do Brasil estão se sentindo traídos pela forma como temos sido tratados. São inúmeras reformas que aconteceram e estão acontecendo, onde está havendo um verdadeiro desmonte da segurança pública”, dispara o presidente do Sinpol-MT, Gláucio de Abreu Castañon.

Além disso, reforça Castañon, a manifestação visa chamar atenção em relação a imunização dos policiais contra a Covid-19.

“O trabalho policial é constante. Se tem que fazer uma intervenção para acabar com aglomeração ou festa clandestina, quem vai lá neste corpo a corpo, nesse contato físico, é a polícia. Se tem que prender alguém, tem que ter esse contato. A polícia não parou de trabalhar nenhum segundo, no entanto somos obrigados a trabalhar sem estarmos vacinados, pelo contrário, até os reclusos, reeducandos, estão para serem vacinados antes da polícia. Então é uma falta de política voltada para a segurança pública, uma falta de respeito com um pai de família trabalhador”.

Assim, mobilizações foram realizadas em todas as unidades do interior, respeitando o distanciamento social e o uso de máscaras, evitando contatos físicos. Em Cuiabá a manifestação foi em forma de carreata, envolvendo policiais civis, militares, rodoviários, servidores do sistema socioeducativo e policiais penais.

“Para demonstrar a nossa indignação, pedir um reconhecimento e respeito por parte do Governo Federal, do Governo Estadual e que os policiais sejam imunizados. Que tenham esse direito de tomar a vacina”.

Notícias da editoria