BUSCA DE NOTÍCIAS:
  Tangará da Serra, 24 de maio de 2018.  
Tangará da Serra - MT


Em 04/02/2017
Carlos Tayano, aquele que fez um sonho virar realidade


Carlos Tayano e Netos


Assim como quase todos os pioneiros que contribuíram para a fundação e  crescimento de Tangará da Serra, foi Carlos Tayano, que chegou ao município pelos idos de 1960.
Já casado com Palmira Moreschi Tayano, pai de quatro filhos, era morador de Tupã, estado de São Paulo, e ouviu falar do Mato Grosso. Juntamente com dois amigos, decidiu vir conhecer a região e encantou, realizando de imediato a compra de uma gleba, hoje denominada, Boa Vista, medindo cinco mil hectares, pertencente ainda à época, à comarca de Rosário Oeste.
Passados cerca de dois anos, os amigos resolveram vender as propriedades e Carlos Tayano decidiu por adquiri-las.
Mas o comportamento aventureiro e destemido do pioneiro, o levou a desbravar novos horizontes, quando em companhia dos filhos, ainda crianças: Celso, Valquencir e Pedro Tayano, veio para esta região formar uma fazenda, onde decidiu investir na lavoura do café.
Para formar a fazenda, trouxe de Tupã várias famílias em seu próprio caminhão, onde móveis, pessoas e animais foram acomodados e passaram dias na estrada, até chegar ao pé da serra, onde demoraram vários dias para transportar a mudança para cima da serra.
Famílias inteiras, que mesmo diante de todo sofrimento e dificuldades foram guerreiras e jamias abriram mão do sonho de um lugar melhor para os seus, levando a ainda inexistente Tangará a se desenvolver é tornar-se a cidade pujante que hora se apresenta.
Com a dificuldade de tudo,  as mudas de café, bem como  mercadorias eram trazidas de Tupã para suprir as necessidades dos moradores.
Com o passar do tempo, o café foi crescendo, o arroz e outros cereais foram sendo cultivados, para o sustento das várias famílias, Carlos decide então, desmembrar uma parte das terras para formar um patrimônio, hoje denominado, Distrito de Progresso, passados 53 anos.

Um visionário que sabia se dividir muito bem entre seus sonhos

Para viver aqui, Carlito, como era chamado e a esposa tiveram que abrir mão de muitas coisas, inclusive de ver o crescimento dos filhos menores, que foram deixados com familiares para estudar em sua cidade, enquanto os pais labutavam aqui, na fazenda denominada Tuiuti, próximo ao Progresso, onde passavam até seis meses por ano.
Carlos era visionário e além da fazenda aqui na região, possuía em Tupã um alambique, indústria de pinga. Sendo assim, se dividia, seis meses lá, tocando a fábrica e seis meses aqui, labutando na fazenda.
Com a ausência necessária, aqui deixou Mané Padre, responsável para realizar a venda dos lotes, no Progresso.
Com os filhos formados, ainda em Tupã decide com eles, e  tornam-se revendedores dos produtos Brahma. A expansão dos negócios foi espetacular e dominaram por muito tempo, vários municípios, como Tupã, Osvaldo Cruz e Dracena.
Os anos passavam, os negócios prosperavam, mas a saúde de Carlos e Palmira dava sinais de desgaste. Nessa época, o filho, Pedro Alberto Tayano, que estudava no colégio para formação de padres, Dom Bosco, decidiu não mais seguir com os estudos e mudou-se para cá, decidido definitivamente a cuidar dos negócios da venda dos loteamentos no Progresso e mais tarde se casou com Iadalina Tayano, que nos relata a história.
Nessa época, o desenvolvimento  estava em franca expansão, o patrimônio crescia e estava totalmente e devidamente registrado na comarca de Rosário Oeste, sendo posteriormente transferido para Barra do Bugres, ao qual o município de Tangará da Serra se vinculou.
Carlos Tayano participou ativamente, inclusive no sim ou não para que Tangará da Serra passasse a ser município, saindo vitorioso, quando isso ocorreu pelos idos de 1975.

Homenagem

O desenvolvimento era célere e houveram então, o registro de candidaturas a prefeito e vereadores por Tangará, quando foram eleitos, a prefeita Thais e o vice, Pedro Alberto Tayano.
O pai (Carlos) acompanhava maravilhado o crescimento de seu sonho, e as conquistas do povo que lutava diuturnamente por uma Tangará maior, melhor e feliz, mas no ano de 1978 o fôlego de vida cessou, época também em que seus negócios, venda do lotamento sofreu forte impacto, bem como toda a família.
Por imensos serviços prestados a Tangará da Sera e região, Carlos Tayano foi homenageado e seu nome eternizado. Por tamanho amor ao Progresso, nascido de seu sonho, a rodovia que corta o distrito leva seu  nome,  para que todos saibam que aquele local é fruto de lutas, conquistas, desejos e esperança de dias muito melhores.

>> Rosi Oliveira - Especial DS




Compartilhe:


notícias da editoria
12/05/2018 - Antônio Ferreira de Andrade, um homem de caráter ilibado
Nasceu em Vila Progresso, interior de Lajeado no Mato Grosso do Sul
28/04/2018 - Messias Francisco dos Santos: simplicidade e sabedoria
Messias Francisco dos Santos
07/04/2018 - José Raimundo de Almeida: caiu uma vez, mas levantou cem
José Raimundo de Almeida chegou ao ainda Distrito no ano de 1970
17/03/2018 - Izolina Maria Oliveira: serenidade secular
“Quem tem boca vai a Roma”, diz pioneira
10/03/2018 - João José Rodrigues, o homem que da perda fez alegrias
João José Rodrigues
17/02/2018 - Odete Ribeiro: semeando esperança e multiplicando solidariedade
Odete Ribeiro
03/02/2018 - Francisco, o pai mineiro agregador
Francisco José Mendonça
02/03/2018 - Cecília Barcellos, a mulher virtuosa
Celebração das Bodas de Ouro
21/01/2017 - Pioneiros serão retratados no projeto ‘Memória - Pioneiros’
Iolanda entrevistando o centenário Manoel Domingos, primeiro personagem do projeto ‘Memória - Pioneiros’
13/10/2017 - Ranulfo Rodrigues Cunha, o cigano mineiro
Ranulfo Rodrigues Cunha
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
24/05/2018 - POLÍTICA
Câmara de Tangará participa de diálogo entre Famato e movimento dos caminhoneiros de MT

24/05/2018 - GERAL
CREAS e CRAS promovem roda de conversa sobre o combate de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no Instituto Florescer

24/05/2018 - GERAL
CRAS promove palestra sobre o combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes do Programa Rede Cidadã

24/05/2018 - POLÍCIA
Identificadas 15 vítimas do trágico acidente; 5 fatais

24/05/2018 - POLÍCIA
Acidente próximo ao Progresso mata cinco pessoas; número pode ser maior

24/05/2018 - GERAL
Sudam autoriza e município já pode licitar iluminação de avenidas

24/05/2018 - GERAL
Casal encara adoção como missão em suas vidas

24/05/2018 - GERAL
Município suspende transporte escolar

24/05/2018 - GERAL
Consumidores poderão ficar sem abastecimento em Tangará da Serra

24/05/2018 - ESPORTES
Felipe Gabriel conquista medalha de Ouro no Judô

24/05/2018 - POLÍCIA
Delegados comemoram 30 anos de nomeação

24/05/2018 - TANGARA MINHA CIDADE
Pôr do sol e lavoura embelezam fotos

24/05/2018 - POLÍCIA
Manifestantes não tem poder de revista nem de retenção de bens, garante PM

23/05/2018 - GERAL
Corrida aos postos pode ocasionar falta de combustível em Tangará

23/05/2018 - POLÍTICA
“Câmara apoia o protesto”, garante Hélio ao sindicato dos caminhoneiros

23/05/2018 - POLÍCIA
Polícia Militar e Rede Cidadã realizam palestra na escola Cida Mozar para alertar alunos sobre o uso da internet

Jornal Diário da Serra - Todos os direitos reservados - O primeiro jornal on-line do estado de Mato Grosso