BUSCA DE NOTÍCIAS:
  Tangará da Serra, 22 de maio de 2017.  
Tangará da Serra - MT


Em 04/02/2017
Carlos Tayano, aquele que fez um sonho virar realidade


Carlos Tayano e Netos


Assim como quase todos os pioneiros que contribuíram para a fundação e  crescimento de Tangará da Serra, foi Carlos Tayano, que chegou ao município pelos idos de 1960.
Já casado com Palmira Moreschi Tayano, pai de quatro filhos, era morador de Tupã, estado de São Paulo, e ouviu falar do Mato Grosso. Juntamente com dois amigos, decidiu vir conhecer a região e encantou, realizando de imediato a compra de uma gleba, hoje denominada, Boa Vista, medindo cinco mil hectares, pertencente ainda à época, à comarca de Rosário Oeste.
Passados cerca de dois anos, os amigos resolveram vender as propriedades e Carlos Tayano decidiu por adquiri-las.
Mas o comportamento aventureiro e destemido do pioneiro, o levou a desbravar novos horizontes, quando em companhia dos filhos, ainda crianças: Celso, Valquencir e Pedro Tayano, veio para esta região formar uma fazenda, onde decidiu investir na lavoura do café.
Para formar a fazenda, trouxe de Tupã várias famílias em seu próprio caminhão, onde móveis, pessoas e animais foram acomodados e passaram dias na estrada, até chegar ao pé da serra, onde demoraram vários dias para transportar a mudança para cima da serra.
Famílias inteiras, que mesmo diante de todo sofrimento e dificuldades foram guerreiras e jamias abriram mão do sonho de um lugar melhor para os seus, levando a ainda inexistente Tangará a se desenvolver é tornar-se a cidade pujante que hora se apresenta.
Com a dificuldade de tudo,  as mudas de café, bem como  mercadorias eram trazidas de Tupã para suprir as necessidades dos moradores.
Com o passar do tempo, o café foi crescendo, o arroz e outros cereais foram sendo cultivados, para o sustento das várias famílias, Carlos decide então, desmembrar uma parte das terras para formar um patrimônio, hoje denominado, Distrito de Progresso, passados 53 anos.

Um visionário que sabia se dividir muito bem entre seus sonhos

Para viver aqui, Carlito, como era chamado e a esposa tiveram que abrir mão de muitas coisas, inclusive de ver o crescimento dos filhos menores, que foram deixados com familiares para estudar em sua cidade, enquanto os pais labutavam aqui, na fazenda denominada Tuiuti, próximo ao Progresso, onde passavam até seis meses por ano.
Carlos era visionário e além da fazenda aqui na região, possuía em Tupã um alambique, indústria de pinga. Sendo assim, se dividia, seis meses lá, tocando a fábrica e seis meses aqui, labutando na fazenda.
Com a ausência necessária, aqui deixou Mané Padre, responsável para realizar a venda dos lotes, no Progresso.
Com os filhos formados, ainda em Tupã decide com eles, e  tornam-se revendedores dos produtos Brahma. A expansão dos negócios foi espetacular e dominaram por muito tempo, vários municípios, como Tupã, Osvaldo Cruz e Dracena.
Os anos passavam, os negócios prosperavam, mas a saúde de Carlos e Palmira dava sinais de desgaste. Nessa época, o filho, Pedro Alberto Tayano, que estudava no colégio para formação de padres, Dom Bosco, decidiu não mais seguir com os estudos e mudou-se para cá, decidido definitivamente a cuidar dos negócios da venda dos loteamentos no Progresso e mais tarde se casou com Iadalina Tayano, que nos relata a história.
Nessa época, o desenvolvimento  estava em franca expansão, o patrimônio crescia e estava totalmente e devidamente registrado na comarca de Rosário Oeste, sendo posteriormente transferido para Barra do Bugres, ao qual o município de Tangará da Serra se vinculou.
Carlos Tayano participou ativamente, inclusive no sim ou não para que Tangará da Serra passasse a ser município, saindo vitorioso, quando isso ocorreu pelos idos de 1975.

Homenagem

O desenvolvimento era célere e houveram então, o registro de candidaturas a prefeito e vereadores por Tangará, quando foram eleitos, a prefeita Thais e o vice, Pedro Alberto Tayano.
O pai (Carlos) acompanhava maravilhado o crescimento de seu sonho, e as conquistas do povo que lutava diuturnamente por uma Tangará maior, melhor e feliz, mas no ano de 1978 o fôlego de vida cessou, época também em que seus negócios, venda do lotamento sofreu forte impacto, bem como toda a família.
Por imensos serviços prestados a Tangará da Sera e região, Carlos Tayano foi homenageado e seu nome eternizado. Por tamanho amor ao Progresso, nascido de seu sonho, a rodovia que corta o distrito leva seu  nome,  para que todos saibam que aquele local é fruto de lutas, conquistas, desejos e esperança de dias muito melhores.

>> Rosi Oliveira - Especial DS




Compartilhe:


notícias da editoria
12/05/2017 - Maria José de Matos: Uma portuguesa dura de coração mole
Maria Matos e seu filho João
29/04/2017 - Maria José Freire Duarte - Guerreira que adotou Tangará como mãe
Maria José e a filha Cristiane Freire Duarte
04/03/2017 - Pedro Alberto Tayano, 20 anos vividos com muita intensidade
“Meu filho viveu tudo que tinha que viver, apesar do pouco tempo”, diz mãe saudosa
18/02/2017 - Dionísio Pantaleão Pacheco do êxodo à terra prometida
O casal trouxe cinco filhos e aqui tiveram mais seis filhos
04/02/2017 - Carlos Tayano, aquele que fez um sonho virar realidade
Carlos Tayano e Netos
04/02/2017 - Palmira Moreschi Tayano, sua maior elegância era fazer o bem
Aniversario de seu filho Pedro Alberto em 1971
14/11/2016 - Francisco Serrano, o homem que subiu a serra e viu o Progresso
Casa construída por Francisco, onde a família se abrigou saindo de debaixo da lona
12/11/2016 - Olivo Tormes - O patriarca de uma grande família
Olivo Tormes com os pais Lídia Vargas e Basílio Francisco Tormes, Olivo ao lado do pai biológico, Dirceu Gomes de Almeida, em 2005, Casamento Olivo e Erna Tormes, em 29 de julho de 1961 , Filhos do casal: Venildo, Airton, Elizanara, Roseli e Evanir
12/11/2016 - História com Tangará da Serra começou em 1979
Em Tangará da Serra, durante comemoração das Bodas de Ouro
29/10/2016 - Zuelina Cadete Bento, a primeira parteira de Tangará da Serra
Uma parte dela era amor. A outra também
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
22/05/2017 - SAÚDE
Mais de 11 mil pessoas já foram imunizadas contra gripe em Tangará

22/05/2017 - GERAL
Meia tonelada de lixo é retirada do Rio Sepotuba

22/05/2017 - GERAL
3º edição Tangará Minha Cidade

22/05/2017 - GERAL
Comarcas abrem inscrições para juízes eleitorais

22/05/2017 - GERAL
Mais de 2 mil carteiras de trabalho estão ‘esquecidas’

22/05/2017 - GERAL
Empreendedores de Tangarásão homenageados

22/05/2017 - GERAL
Chá Beneficente do Lions Clube repete sucesso em Tangará

22/05/2017 - ESPORTES
Campeonato Municipal de Velocidade na Terra não foi realizado

22/05/2017 - ESPORTES
Campus Multi Service vence Drogamax e fica com o título

22/05/2017 - ESPORTES
Real Tangará coloca as três equipes na grande final

22/05/2017 - POLÍCIA
Jovem é condenada por planejar assalto e morte de casal

22/05/2017 - POLÍCIA
Pai e filha morreram em acidente em Jangada

22/05/2017 - POLÍCIA
MT registra mais de 320 casos de estupro de crianças

22/05/2017 - POLÍCIA
Acusado de tentativa de homicídio é preso em Assarí

19/05/2017 - SAÚDE
Infecções por HIV já chegam a 80% do total registrado em 2016

19/05/2017 - GERAL
Preserve o Rio Sepotuba

Jornal Diário da Serra - Todos os direitos reservados - O primeiro jornal on-line do estado de Mato Grosso