BUSCA DE NOTÍCIAS:
  Tangará da Serra, 24 de abril de 2018.  
Tangará da Serra - MT


Em 01/07/2017
Complexo hospitalar de Tangará completa um ano hoje


A Unidade de Pronto Atendimento possui 1.202 metros quadrados de área construída


Inaugurada em 1º de julho de 2016, o Hospital Municipal Arlete Cichetti de Brito, a  Unidade de Pronto e Atendimento (UPA) ‘Ari Torres’ e da Central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) de Tangará da Serra, completa hoje um ano.
Após sua inauguração, várias mudanças foram percebidas e nem sempre de forma positiva.
Segundo o secretário de Saúde, Itamar Martins Bonfim, completar um ano é motivo de muita alegria, uma vez que o complexo hospitalar foi acalentado por longos e difíceis anos. “Vejo com muita felicidade esse um ano de complexo hospitalar, até porque a gente conseguiu colocar em um só lugar a UPA 24 horas, o Samu e o Hospital Municipal, sendo que o  Samu faz o socorro e já encaminha para a Upa, que encaminha para o hospital. Além disso, ficamos próximos ao laboratório, que possibilita maior rapidez na entrega dos exames, que antes acabavam por prender o paciente no hospital, porque era particular e demorava bastante”, ressalta o secretário, ao destacar que hoje a estrutura comporta com excelência os pacientes que buscam atendimento no complexo. “Na questão estrutural estamos de parabéns pois antes era muito sofrido. Temos ali tudo separado com entradas especificas, temos a classificação de risco do Protocolo de Manchester, que prioriza que os casos mais graves sejam atendidos mais rápido, além do setor de avaliação, uma brinquedoteca, setor de nutrição, lavanderia, farmácia com almoxarifado, bem como o CME que é o setor de material e esterilização, além do setor administrativo”, elenca o responsável, ao reforçar a agilidade dos procedimentos, o que antes era um dos maiores motivos de reclamações da população.
A Unidade de Pronto Atendimento possui 1.202 metros quadrados de área construída, com investimento de R$ 916.629,87, sendo R$ 733.303,90 de recurso Federal e uma contrapartida do município de 20%, o que equivale a R$ 183.325,97.
Utilizando 340 metros quadrados, no prédio da Central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), que também integra o complexo hospitalar, foram investidos R$ 242.831,58, sendo todo o valor proveniente de recursos próprios do orçamento municipal. Já o Hospital Municipal possui mais de 2.600 metros quadrados de área construída e mais de R$ 7,5 milhões de investimentos.
Nestes espaços foram gastos cerca de R$ 8 milhões, somente de recursos próprios, o que   totaliza  4.200 metros quadrados de área construída.

“Precisamos  de ajuda,  porque sozinhos não temos condições”

O complexo de saúde entregue há um ano ao município trouxe sobremaneira melhorias para a população tangaraense, mas apesar de uma estrutura moderna ainda não disponibiliza a mesma em sua totalidade para a comunidade.
Atualmente dos 105 leitos que a unidade tem capacidade para comportar, somente 46 estão em funcionamento, sendo que cerca de 75 já foram adquiridos, mas ainda não podem ser colocados à disposição da população.
De cordo com o Secretário, Itamar Martins Bonfim isso ocorre por falta específica de pessoal. “O hospital tem capacidade para 105 leitos, incluindo os 10 da UTI, mais três da semi UTI. 46 estão sendo utilizados e 75 comprados, mas por falta de recursos não temos como contratar os profissionais que necessitamos, que seria em torno de 20 técnicos em enfermagem, oito enfermeiros e mais médicos”, explica o responsável pela pasta, destacando que para resolver essa questão, o município já  apresentou ao estado um plano de fortalecimento regional que é para ter o Hospital de Tangará como referência para atender as cirurgias de urgência e emergência e traumatologia. “Isso já foi aprovado pelo município e já foi ventilado pelo estado, que está buscando uma forma de também colocar em funcionamento o Centro Cirúrgico que temos um montado e a UTI mas precisamos também de profissionais específicos da área, que seriam mais 20 técnicos em enfermagem, 4 enfermeiros,  2 anestesistas, 3 cirurgiões  e três ginecologistas obstetras, então para funcionar precisamos desse recurso que estamos pedindo para o estado”, salientou ao assegurar que assim que o estado realizar a liberação do financiamento tanto Centro Cirúrgico e UTI passarão a serem utilizados.
Ainda de acordo com Bonfim, o setor de Recursos Humanos já está fazendo o impacto financeiro  nas contas do Executivo para que pelo menos um Centro Cirúrgico passe a funcionar. “Temos muita vontade de ver tudo funcionando, mas para isso, precisamos de ter um recurso do Ministério da Saúde ou do estado porque sozinhos não temos condições”, pontua.


>> Rosi Oliveira - Redação DS




Compartilhe:


notícias da editoria
24/04/2018 - Confirmada primeira morte por Influenza B em Tangará da Serra
Confirmação foi feita na tarde de ontem
24/04/2018 - Primeiro dia de vacinação foi de grande procura
Campanha segue até o dia 1º de junho
23/04/2018 - Postos cheios nesta manhã em busca da vacina contra gripe
Somente na Clínica da Família, nas duas primeiras horas de atendimento, mais de 500 pessoas já haviam passado pelo local para se imunizarem
23/04/2018 - Mais de 19 mil pessoas devem ser vacinadas em Tangará
Unidades atenderão das 7:30 às 10:30 e das 13:30 às 16:30
20/04/2018 - Busca por álcool gel faz consumo subir 70%
O menor é comercializado por R$3,50
19/04/2018 - Vacinação contra a Influenza inicia segunda - feira
“A partir de segunda teremos vacinas disponíveis”, avisa Herrero
19/04/2018 - Unidade da EmagreSee é inaugurada em Tangará
O centro de estética está localizado na rua Antônio Hortolani
17/04/2018 - Dois pacientes morrem com suspeita de leptospirose em Colniza
Equipes da Secretaria de Saúde estão em Colniza para investigar os casos, analisando prontuários médicos e colhendo informações sobre as mortes
12/04/2018 - Mato Grosso tem 42 casos suspeitos de influenza
Desse total, oito pacientes morreram
11/04/2018 - Apesar de promessas, atrasos acumulam mais de R$ 2 mi
Hospital Regional de Barra do Bugres
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
24/04/2018 - GERAL
Venezuelanos querem construir uma nova vida em Tangará

24/04/2018 - POLÍCIA
Bombeiros realizam campanha por 20 anos

24/04/2018 - POLÍTICA
Verta quer da Vivo explicações sobre falhas

24/04/2018 - GERAL
Cerca de 26 mil disputam na Justiça 1,9 milhão de hectares de terras

24/04/2018 - ESPORTES
Cuiabá, Luverdense e Dom Bosco perdem; Sinop empata fora

24/04/2018 - ESPORTES
Centro América de Futsal definiu mais seis classificados

24/04/2018 - GERAL
CTG celebra 30 anos com “Os Monarcas”

24/04/2018 - POLÍCIA
Adolescente de 17 anos atropela criança de 5

24/04/2018 - POLÍCIA
Adolescente é baleado por amigo em Mato Grosso

24/04/2018 - POLÍCIA
Mulher encontrada morta estava grávida de gêmeos

24/04/2018 - POLÍCIA
Jovem morre em cela na Delegacia de Várzea Grande

24/04/2018 - SAÚDE
Confirmada primeira morte por Influenza B em Tangará da Serra

24/04/2018 - SAÚDE
Primeiro dia de vacinação foi de grande procura

23/04/2018 - ESPORTES
Tangará é Bicampeão Geral da Copa André Maggi

23/04/2018 - SAÚDE
Postos cheios nesta manhã em busca da vacina contra gripe

23/04/2018 - POLÍTICA
Grupo político busca eleger representante na AL

Jornal Diário da Serra - Todos os direitos reservados - O primeiro jornal on-line do estado de Mato Grosso