BUSCA DE NOTÍCIAS:
  Tangará da Serra, 17 de novembro de 2017.  
Tangará da Serra - MT


Em 09/08/2017
Maioria dos vereadores é contrária


Abertura de CP foi rejeitada por 8 a 5


Foi longa a Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores desta terça-feira, 08. Com seis horas de duração, o último ato dos parlamentares foi a análise do relatório redigido pela Comissão Especial de Inquérito (CEI), que sugeria a abertura de uma Comissão Processante (CP), para aprofundar investigações acerca de irregularidades quanto ao recebimento de férias indenizadas do prefeito Fábio Martins Junqueira (PMDB).
A CEI foi formada por Claudinho Frare (PSD), presidente; Vagner Constantino (PSDB), relator; e Dona Neide (PMDB), vereadora membro. Conforme o regimento da Casa, vereadores integrantes da CEI não podem votar. Assim, os três deram vaga aos suplentes: Romer Japonês (PSD), Edmilson Porfírio (PSDB) e Lourdes Fernandes (PMDB), que foram rapidamente empossados.
Após discussão acalorada, pela presença de munícipes no plenário, a pauta foi votada excepcionalmente de modo nominal e por ordem alfabética. Como o presidente não vota, 13 vereadores foram ao microfone anunciar seus posicionamentos. Resultado: 8 a 5.
Foram contrários à abertura da CP Ademir Anibale (PMDB), Lourdes Fernandes (PMDB), Maurizan Godói (PSD), Zedeca (PMDB), Niltinho do Lanche (PMDB), Romer Japonês (PSD), Ronaldo Quintão (PP) e Sandra Garcia (PSDB). Os vereadores favoráveis foram: Carlinhos da Esmeralda (PSC), Fabão (PSDB), Edmilson Porfírio (PSDB), Sebastian Ramos (PSB) e Wilson Verta (PSDB).
Bastante elogiado pelos argumentos utilizados no relatório da CEI, Vagner Constantino (PSDB), declarou estar de consciência tranquila com relação ao papel que lhe coube.
“O mais louvável é que em nenhum momento nós ouvimos ninguém da sociedade contestar nosso relatório, fomos imparciais, procuramos fazer tudo da maneira correta. Por mais que tenhamos sido atacados em alguns momentos, não foi atacado o relatório e acho que isso é positivo”, afirmou, ao destacar que as investigações continuarão na esfera jurídica.
“A Câmara tem a sua liberdade para poder tomar as suas decisões, tomou a decisão que achava conveniente, apesar de ser contrário a nós.  Achamos que precisamos de transparência de maneira limpa, correta. Não achamos que o prefeito tinha razão por pagamento nenhum. Entendemos que ele não tem razão para isso, tanto é que está com uma situação muito complicada com a justiça e vai ter problemas com o tribunal de contas se não conseguir um agravo no TJ ou STF para resolver essa condição”, acrescentou o vereador tucano, que disse ainda que não ficou surpreso com o voto da colega de sigla, Sandra Garcia.
“Surpreso não, mas não fiquei feliz com o discurso dela na tribuna. Acho que a pessoa tem o direito de votar da forma que quiser, mas contesta o que está escrito no relatório então, foi isso que nós fizemos”, pontuou.
De acordo com o presidente da Câmara, Hélio da Nazaré, os trâmites na câmara sobre a pauta ficam encerrados a partir de então.
“A votação para a abertura não passou porque precisava de 7 votos e essa questão na Câmara Municipal encerra o prosseguimento porque não se criou a CP”, concluiu.

Sandra Garcia justifica voto contrário

Sandra Garcia (PSDB) justificou o voto contrário à abertura de Comissão Processante (CP), contra Fábio Martins Junqueira (PMDB). A parlamentar, que foi vereadora em 2001 e participou de processo de cassação, lembrou que na época um colega foi assassinado, outros nove foram presos e a população foi lesada moralmente pela sucessão dos acontecimentos. “Entendo que Tangará não merece passar por isso novamente, não merece passar pela dor moral, nem afugentar investidores. Porque o prefeito pagou as próprias férias e a justiça já segurou, já garantiu e já bloqueou esse valor”, pontuou, ao esclarecer que o caso deste ano é diferente do de 2001.
O voto contrário de Sandra surpreendeu, por pertencer a um partido de oposição a Junqueira. A tucana disse ainda, que ilegalidade e corrupção são diferentes.
“A justiça entendeu que ele cometeu um ato de ilegalidade, que não é um ato de corrupção. Se ele tivesse cometido um ato de corrupção, nós iríamos até as últimas consequências, como fomos lá no passado”, acrescentou, ao dizer que um afastamento causa danos irreparáveis.


>> Paulo César Desidério - Redação DS




Compartilhe:


notícias da editoria
14/11/2017 - RGA de servidores da Câmara será votado na semana que vem
Pedido de vistas de 3 dias acabou sendo atacado por parlamentares
14/11/2017 - TJ concede e servidores poderão retornar as atividades
Decisão foi proferida nesta segunda-feira
13/11/2017 - Mutirão fiscal tem saldo de mais de R$ 3 milhões negociados
Mutirão aconteceu no decorrer da semana passada, no Centro Cultural
13/11/2017 - Obras do Atacadão iniciarão no primeiro semestre de 2018 em Tangará
Visita de prefeito em São Paulo viabilizou início de obras do empreendimento
10/11/2017 - Executivo encaminha RGA à Câmara, que apreciará em extraordinária
Projeto de RGA será votado durante extraordinária na próxima segunda-feira
10/11/2017 - Deputados pedem vista e votação do PEC do Teto é adiada

10/11/2017 - Contra a reforma trabalhista, Unemat paralisa e realiza protesto
Os protestos ocorrerão na véspera da entrada em vigor das novas regras para o mercado de trabalho
09/11/2017 - Rogério Silva retorna hoje à Câmara com foco na resolução de RGA
Ex-Deputado Federal está de volta ao Legislativo de Tangará da Serra
09/11/2017 - China irá investir em mineração, energia e alimentos

08/11/2017 - Servidores rejeitam proposta do Executivo e decidem manter greve
O impasse continua, tendo como ponto nevrálgico, a insistência do Executivo em retirar direitos adquiridos há anos pelos servidores
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
17/11/2017 - GERAL
Após habilitação, UPA 24 Horas recebe 1ª parcela de quase R$ 230 mil

17/11/2017 - GERAL
Sinfra realiza melhorias na estrada da Tapera

17/11/2017 - GERAL
Projeto de Lei prevê psicólogo e assistente social em escolas

17/11/2017 - GERAL
Prefeitura de Tangará abre Processo Seletivo com mais de 160 vagas

17/11/2017 - GERAL
Encerram hoje as inscrições para bolsas de estudos na Atec

17/11/2017 - GERAL
Último sarau cultural do ano terá desfile de exaltação a beleza afro

17/11/2017 - POLÍCIA
Um ano depois mãe de Rodrigo Claro diz: “Vamos lutar até o fim”

17/11/2017 - POLÍCIA
Fiscalização apreende 2 mil iscas e 161 kg de pescado irregular

17/11/2017 - POLÍCIA
Polícia prende suspeito de tráfico com 80 kg de maconha em residência

17/11/2017 - POLÍCIA
Em vídeo, detentas exaltam o Comando Vermelho

17/11/2017 - ESPORTES
Dia seguinte ao hepta tem titulares de chinelo e treino para reservas

17/11/2017 - ESPORTES
Semifinais do Mato-grossense Sub-17 estão definidas

17/11/2017 - ESPORTES
Brasil e Costa Rica fazem amistosos em MT

17/11/2017 - ESPORTES
Sorteio da Copa acontece em dezembro

14/11/2017 - POLÍTICA
RGA de servidores da Câmara será votado na semana que vem

14/11/2017 - POLÍTICA
TJ concede e servidores poderão retornar as atividades

Jornal Diário da Serra - Todos os direitos reservados - O primeiro jornal on-line do estado de Mato Grosso