BUSCA DE NOTÍCIAS:
  Tangará da Serra, 23 de novembro de 2017.  
Tangará da Serra - MT


Em 17/08/2017
Mais de 100 menores estão em situação de trabalho infantil em Tangará


Ações para combater a problemática também foram discutidas durante apresentação do diagnóstico, nesta quarta


A Secretaria Municipal de Assistência Social de Tangará da Serra apresentou nesta quarta-feira, 16, o Diagnóstico do Trabalho Infantil em Tangará da Serra. O relatório foi realizado pelos pesquisadores da empresa Cityplan Consultoria, Assessoria e Planejamento, com auxílio da Assistência Social, e apresentado aos parceiros da rede socioassistencial no município. Os dados levantados correspondem ao período de 1 de junho a 21 de julho deste ano.
De acordo com o diagnóstico, mais de 100 crianças e adolescentes foram encontrados pelos pesquisadores em situação de trabalho infantil em ambiente urbano, sendo desses 16 crianças (a pessoa até 12 anos de idade incompletos, conforme Art 2º do Estatuto da Criança e do Adolescente/1990) e 87 adolescentes (entre 12 e 18 anos de idade), além de outros cinco na zona rural. “O diagnóstico de Tangará não é diferente de outros municípios (…) Temos um número muito grande de construções civis com crianças trabalhando, temos crianças nos lava jatos, estamos com crianças em todas as ordens colocadas como trabalho infantil”, relata o secretário de Assistência Social, Aguinaldo Garrido.
“E não estamos falando aqui na parceria que se estabelece entre criança e família, entre adolescente e família na organização do lar. Estamos falando exatamente neste trabalho que toda a sociedade vê e que é realmente proibido pela OIT [Organização Internacional do Trabalho] e legislações vigentes”. Os adolescentes somente poderão trabalhar a partir dos 14 anos de idade na condição de aprendiz e dos 16 anos podem exercer atividades laborais, desde que tenham seus direitos garantidos e que a função exercida não seja insalubre, penoso e noturno.


Zona urbana concentra mais casos de trabalho infantil

O Diagnóstico do Trabalho Infantil em Tangará da Serra apresentado nesta quarta-feira, 16, pelos pesquisados da Cityplan mostrou que o maior número de casos de menores em situação de trabalho infantil estão concentrados na área urbana, onde 103 crianças e adolescentes foram diagnosticados em situação de trabalho infantil.
Foram realizadas também observações na zonal rural, no período de 1 de junho a 21 de julho deste ano e as situações encontradas foram três adolescentes trabalhando em frutaria no Distrito de Progresso e dois adolescentes trabalhando em mercearia no Assentamento Antônio Conselheiro. “Os dados demonstram que no município de Tangará da Serra as crianças e adolescentes envolvidas no trabalho infantil são a maioria da zona urbana, desenvolvendo atividades insalubres, perigosas e noturnas como lava jato, bares e trailer de lanche, que de acordo com as normativas internacionais e nacionais são proibidas para faixa etária de 0-17 anos de idade, havendo necessidade de uma ação estratégica do Poder Público, através das Políticas Públicas de forma articulada integrada, realizando atividades de prevenção e intervenção referente a esta problemática, na perspectiva da erradicação do trabalho infantil”, destacam os pesquisadores, do relatório.

Ações foram traçadas para enfrentamento do trabalho infantil

Diante da existência da problemática do trabalho infantil em Tangará da Serra – apresentado através do Diagnóstico do Trabalho Infantil no município – a Secretaria Municipal de Assistencial Social e representantes da rede sociassistencial se reuniram nesta quarta-feira, 16, para articular Políticas Públicas, com a finalidade de erradicar esta violação de direitos de criança e adolescente.
De acordo com o secretário Municipal de Assistência Social, Aguinaldo Garrido, o município já está desenvolvendo ações articuladas entre a Saúde, Educação e Assistência Social, no combate e enfrentamento do trabalho infantil. Entre essas ações, Garrido destacou o atendimento desses menores em atividades culturais. “Nós triplicamos o número de crianças que eram atendidas no Centro Cultural, em relação ao ano passado e ano retrasado, pois não é somente buscar os que estão no trabalho, mas uma proteção e defesa daqueles que poderiam ir para o trabalho infantil”, comentou.
Nessa sistemática, o secretário afirmou que o objetivo é ampliar ainda mais esses atendimentos. “Temos possibilidade, junto com a Cultura, de ampliar mais oficinas, mais espaços culturais. Estamos agora, também, com edital do Fundo da Infância, exatamente para buscar esse público prioritário, que são crianças que estão em risco e vulnerabilidade social e vamos ampliar com as instituições que ano passado não conseguiram entrar em virtude da documentação e que agora compõem a rede socioassistencial”.
Além dessas, ações de sensibilização, orientação e informação aos estabelecimentos sobre trabalho infantil e suas consequências legais para o desenvolvimento físico, como psicológico e social das crianças e adolescentes foram sugeridas, assim como a realização de campanha de sensibilização sobre temática junto as famílias, através dos serviços da Assistência Social, Saúde e Educação; entre outras ações que serão ampliadas neste ano para erradicar esta violação.

>> Fabíola Tormes - Redação DS




Compartilhe:


notícias da editoria
23/11/2017 - Bueiros entupidos causam inundações e preocupam moradores
Assunto ganhou repercussão nas redes sociais através de uma postagem do vereador Fábio Brito
18/11/2017 - Seapa disponibiliza mudas de cana de açúcar para Agricultura Familiar
Ação visa beneficiar produtores da Agricultura Familiar de Tangará da Serra
18/11/2017 - Trabalhos temporários são oportunidades para voltar ao mercado
Ana Paula Vieira Lins foi contratada temporariamente como vendedora
17/11/2017 - Após habilitação, UPA 24 Horas recebe 1ª parcela de quase R$ 230 mil
Para manutenção do recurso, há que se cumprir alguns requisitos
17/11/2017 - Sinfra realiza melhorias na estrada da Tapera
O objetivo é oferecer condições de trafegabilidade aos produtores, moradores e alunos
17/11/2017 - Projeto de Lei prevê psicólogo e assistente social em escolas
Deputado Saturnino Masson (PSDB)
17/11/2017 - Prefeitura de Tangará abre Processo Seletivo com mais de 160 vagas
Salários são variáveis, entre R$ 790,60 a R$ 12.603,72
17/11/2017 - Encerram hoje as inscrições para bolsas de estudos na Atec
Inscrições estão sendo realizadas na secretaria da Atec
17/11/2017 - Último sarau cultural do ano terá desfile de exaltação a beleza afro
Desfile ocorrerá em menção ao dia da consciência negra
14/11/2017 - Fascículos do livro ‘Memória’ continuam à venda no Diário da Serra
Somados, os cinco livros já eternizaram a história de 106 personalidades
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
23/11/2017 - SAÚDE
Crescem atendimentos a casos de virose gastrointestinal em Tangará

23/11/2017 - SAÚDE
Pós operatório de cirurgias segue até sexta-feira

23/11/2017 - GERAL
Bueiros entupidos causam inundações e preocupam moradores

23/11/2017 - POLÍTICA
Sindicato cessa greve e servidores retornam ao trabalho hoje

23/11/2017 - POLÍTICA
ALMT aprova PEC do Teto de Gastos

23/11/2017 - POLÍTICA
PL visa integração da MT-358 no Plano de Viação

23/11/2017 - POLÍCIA
Menor furta veículo e com mais três adolescentes sofre acidente

23/11/2017 - POLÍCIA
PM prende suspeito de tráfico com mandado de prisão em aberto

23/11/2017 - POLÍCIA
Tangaraenses foram lesados em golpe do dinheiro fácil

23/11/2017 - POLÍCIA
Após matarem homem com golpes de facão, suspeitos são presos

23/11/2017 - ESPORTES
Rueda confirma ausência de Éverton em partida da semifinal

23/11/2017 - ESPORTES
‘1º Torneio do Ano’ em Tangará contará com 44 equipes

23/11/2017 - ESPORTES
Jaciara receberá a última etapa do Circuito de 2017

23/11/2017 - ESPORTES
Luverdense e União conhecem seus grupos na Copa SP

22/11/2017 - POLÍTICA
Em sessão, vereadores aprovam suplementações para diversas áreas

22/11/2017 - EDUCAÇAO
IFMT de Tangará da Serra passará por reforma geral em 2018

Jornal Diário da Serra - Todos os direitos reservados - O primeiro jornal on-line do estado de Mato Grosso