Diário da Serra

HCan precisa de R$ 500 mil para colocar UTI em funcionamento

Mídia News 22/11/2019 Saúde

Um ano após o início do processo de habilitação e credenciamento, as portas do setor seguem fechadas

Saúde

O Hospital de Câncer de Mato Grosso precisa de ajuda para colocar em funcionamento seus 10 leitos da UTI Pediátrica.

 

A unidade foi construída com recursos provenientes do McDia Feliz, Instituto Ronald Mc Donalds, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e a Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampa), Bom Futuro, AACC e emendas federais.

 

Parte do valor viabilizado foi para a construção da unidade, a outra parte para móveis e equipamentos. Agora, pronta para ser utilizada, a UTI precisa de R$ 510 mil para entrar em funcionamento e receber os pacientes oncológicos.

 

“Não é má vontade, não é má gestão. Simplesmente é um processo lento, moroso, difícil e que ninguém quer dividir com o Hospital a responsabilidade dessa despesa”, disse Silvia Negri, administradora do Hcan.

 

Documentos apresentados pela equipe gestora comprovam que, para estar credenciada e habilitada junto ao Ministério da Saúde, a UTI Pediátrica precisa estar em pleno funcionamento.

 

“Ou seja, para que isso aconteça são necessários R$ 1,7 mil por dia, por leito...num total de R$ 510 mil por mês, vamos tirar esse valor de onde?”, relatou Negri, que trabalha há 17 anos no Hospital.

 

Após um ano do início do processo de habilitação e credenciamento, as portas seguem fechadas.

 

A última grande ação do Hcan para arrecadar recursos foi a realização do show beneficente com o cantor Daniel, no último dia 08, totalizando R$ 130 mil reais para a instituição.

 

Outras campanhas estão sendo realizadas como: cofrinho solidário, bazar, Energisa, rifa do carro  0Km, MT Cap, calendário solidário, leilão pela vida.

Notícias da editoria