Diário da Serra

Executivo autoriza reabertura parcial do comércio em Tangará da Serra

Fabíola Tormes / Redação DS 26/03/2020 Política

Mais de 10 segmentos retornam nesta quinta-feira.

Política

Madrugada de quinta-feira, 26 de março, o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira (MDB) usou seu perfil nas redes sociais para anunciar a reabertura parcial do comércio em Tangará da Serra.


Em seu comunicado, Junqueira autoriza o retorno as atividades de pouco mais de 10 segmentos, já  a partir desta quinta-feira, 26, entre eles oficinas mecânicas, funilarias, lojas de auto peças; lava jatos, borracharias, casas de materiais de construção, marcenaria, serralheria, vidraçaria, lojas de materiais elétricos; escritórios de profissionais liberais (Contabilidade, Advocacia; Engenharia; Arquitetura, Odontólogo, Fisioterapia, Psicologia e congeneres), cabeleireiros e barbearias e congeneres.
 

Além desses, restaurantes, lanchonetes e lanches localizados nas margens das Rodovias Estaduais no território do Município de Tangará da Serra também poderão  funcionar regularmente a partir desta quinta-feira. “Já os localizados na área urbanizada do Município poderão funcionar em atendimento em forma de delivery ou entrega no local até as 22:00 horas”, reforça, ao afirmar que todos os estabelecimentos deverão adotar estratégias de controle de acesso aos recintos fechados pelos consumidores, de modo a não gerar aglomerações que aumentem os riscos de contágio.
 

“Também deverão adotar tapete de assepsia de calçados, molhados em solução de água sanitária ou solução de cloro para entrada nos ambientes e na saída dos clientes. Também deverão garantir álcool gel 70, sabão ou sabonete e toalhas de papel para higienização das mãos”, completa.
 

Os estabelecimentos deverão também garantir o controle de acesso de clientes nas áreas internas de 1,5 metro por pessoa. “Em caso de fila externa em ar livre, deverá ser garantido no mínimo 1, 0 metro de distância entre um e outro, cabendo controle sob responsabilidade da empresa”, finaliza.
 

Vale ressaltar que esta foi a segunda medida pela flexibilização do comércio tomada pelo chefe do Executivo Municipal. Na primeira, na noite de quarta-feira, 25, ele autorizou a entrega de alimentos na porta de estabelecimentos como lanchonetes, restaurantes, entre outros, bem como o sistema de entrega por delivery, até as 22 horas. Antes, eles estavam autorizados a funcionar apenas até as 20h, somente com entregas.
 

As decisões foram anunciada após reunião na Prefeitura com a participação de representantes de segmentos comerciais e de serviços ligados ao tema.

Notícias da editoria