Diário da Serra

Sindicato Rural e Indea potencializam divulgação da campanha contra a febre aftosa

Assessoria de Comunicação - Sindicato Rural 29/04/2020 Geral

A ideia é que as instituições continuem somando forças e cada vez mais levem informações ao produtor rural que, nesta campanha, deve se antecipar

Geral

O presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Reck Junior, recebeu na sede da entidade, na tarde desta terça-feira, 28, representantes da unidade local do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea). O encontro foi pautado pela comunicação da vacinação de bovinos e bubalinos contra a Febre Aftosa (etapa maio de 2020) na região.


A ideia é que as instituições continuem somando forças e cada vez mais levem informações ao produtor rural que, nesta campanha, deve se antecipar, além de se comunicar online, o que é mais prático e ainda evita a permanência e aglomerações nas unidade de atendimento, conforme os cuidados e controle da pandemia do Covid-19. Esta nova forma de comunicação é excepcional e provisória.


“Durante visita ao Sindicato, o Indea nos trouxe algumas preocupações e alertas, por entender que o setor agropecuário é um setor muito importante para a economia da nossa região e do estado, principalmente nesta retomada após essa crise da pandemia que estamos passando. Houve uma flexibilidade por parte do governo no prazo de vacinação e de comunicação da vacina, para o produtor não deixar para a última hora, utilizar a nova forma de comunicação online e evitar o acúmulo de pessoas, respeitando as normas do Ministério da Saúde. O período foi estendido mas se o produtor tiver que fazer uma comercialização do gado, ou deslocar o gado de uma propriedade para outra, tem que respeitar o prazo de carência após a vacinação e o comunicado do Indea. Então é muito importante que faça a vacina, comunique ao Indea, espere o prazo e aí poderão fazer o translado do seu gado dentre das normas e respeitando a legislação. O nosso encontro foi muito importante e o Sindicato irá ajudar o Indea, passando as informações para o produtor e auxiliando nessa divulgação para que se antecipem”, explicou Reck Junior.


O prazo se iniciou nesta segunda-feira, 27 de abril, e segue até o dia 10 de junho, para compra e vacinação dos animais, sendo que o produtor tem até o dia 20 para a comunicação da vacina junto ao Indea.


“Tiveram algumas alterações e, dentre elas, agora o produtor consegue comunicar via e-mail a sua vacina. Se estiver tudo certo e o extrato do rebanho estiver batendo com a comunicação dele no extrato do Indea, vai ser tudo realizado por e-mail. Basta que envie a ficha de classificação etária e a ficha de classificação de vacina que já estão disponíveis no site do Indea e também já foram encaminhadas para as revendas que poderão auxiliar. Caso as informações não estejam de acordo, ele irá receber um e-mail avisando que ele tem que comparecer à unidade local para as correções”, explicou Fernando Righetto, médico veterinário do Indea, que esteve no Sindicato Rural juntamente com o chefe da unidade local, Joas Nalini da Silva.


Eles também ressaltaram que durante este período o Indea trabalha com um número de colaboradores reduzido e o acesso é somente à sala de espera. Por isso, a preocupação em atender da melhor forma o produtor rural e evitar filas, já que normalmente deixam para se comunicar durante os últimos 10 dias de campanha.
 

Notícias da editoria