Diário da Serra

Secretário afirma que estudantes devem voltar às aulas "quando tiver segurança"

RD News 23/05/2020 Saúde

Secretário Gilberto Figueiredo considera que crianças podem ser vetor do coronavírus

Saúde

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, projetou que os estudantes devem retornar às aulas "quando tiver segurança", mas sem apontar um prazo. Isto por que especialistas em educação defendem que o ano letivo de 2020 deve ser cancelado por conta da epidemia de coronavírus. Em coletiva virtual desta sexta, 22, o gestor disse que o retorno pode ampliar o número de casos.


"O retorno dos alunos às salas de aulas vai amplicar, de forma significativa, a infecção em Mato Grosso. Nós conhecemos as estruturas da educação. Não temos capacidade técnica de dividir as turmas por que não temos edificações nesse momento oferecer isso. Então, o retorno das aulas na forma tradicional será sim um novo ingrediente para o transporte do vírus", disse.
 

Gilberto disse que a maioria das crianças têm o vírus, mas são assintomáticas. Assim, os menores podem ser vetores da doença e contaminar pais e idosos. Em seguida, o secretário afirma que Mato Grosso ainda está no começo da epidemia. "Nós teremos números muitos maiores, diários, pela frente. Eu disse e acredito que ela vai se arrastar por vários meses. E nós vamos ter dias mais difíceis do que temos hoje". Por isso, ele acredita ser pouco provável o retorno das aulas neste cenário.
 

Em resposta à questão anterior, o secretário chegou a afirmar que o "Brasil está começando a perder a guerra com o coronavírus". Esta fala de Gilberto veio em meio ao comentário sobre a atuação do ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello, que assumiu o cargo após a demissão de Nelson Teich. Aponta que o militar, nestes primeiros dias de cargo, "está fazendo um bom trabalho" e diz "torcer para que consiga fazer uma grande gestão".

Notícias da editoria