Diário da Serra

LIBERTE-SE

Euller Sacramento 23/09/2020 Artigos

O amor abraça, beija, chora, bagunça a casa, deixa doido e suja as paredes, mas aquece, tranquiliza e conforta

Artigo 'LIBERTE-SE'

Sabe aquele dia em que acorda se sentindo mal? Abre as redes sociais e está lá, fotos de mães e pais interagindo com seus filhos, brincando lindamente, casa limpa, roupa lavada, comida saudável e ainda tem aqueles que conseguem trabalhar fora e ir ao supermercado. Não tem há nada de errado postar fotos assim, pessoas postas suas vidas diariamente.


Após se levantar em crise existencial, navegar pelas redes e acompanhar estas enxurradas de fotos vem a crise da maternidade/paternidade. Será que sou uma boa mãe/pai para meu filho, olha, não faço nada disso, não tenho disposição para nada, chego em casa cansada, ou, fico em casa e não tenho muito ânimo, meu filho merece uma mãe/pai melhor, tadinho estou estragando-o. Olha lá, consegue até fazer as atividades das aulas online que a escola está passou e eu aqui sem paciência para ensiná-lo.


As vezes estamos tão ligados na vida dos outros que esquecemos de viver a nossa. Sempre antenado no que o outro posta para fazer igual e caso não consiga, fica mal por isso, mas ainda assim continua a segui-los com a esperança de que fará igual, mas a verdade é que vocês são diferentes, possui filhos  e famílias diferentes, impossível fazer exatamente o que o outro faz sendo diferente do outro.


Não seja para o seu filho(a) o que os outros esperam que seja. Seja para eles o que você é ou melhor, o que se tornou em meio às alegrias e dores da vida, com erros e acertos, pois onde existe amor, dificilmente dará errado. O amor abraça, beija, chora, bagunça a casa, deixa doido e suja as paredes, mas aquece, tranquiliza e conforta.


No exato momento em que olhar para o seu filho(a) dormindo lindamente, surgir dúvidas ou culpa por pensar ser a pior mãe/pai do mundo, lembre-se: EXISTE AMOR? Então fique tranquila, não és, nem será de longe a pior mãe/pai do mundo. Mesmo cheios de defeitos, você é a pessoa que o acolhe em meio a tantas traquinagens, inúmeras noites mal dormidas e várias idas ao hospital.


Um estranho não suporta o primeiro risco na sua parede branca que acabara de pintar, a massinha de modelar grudada no piso da casa, os farelos de pão e bolachas no vão do sofá(e carro), os riscos na geladeira, o slime grudado no sofá e os brinquedos espalhados pela casa, as tintas nas janelas, os gritos pela casa o dia todo, enfim... SE LIBERTE DAS EXPECTATIVAS DOS OUTROS SOBRE TI.

 

Euller Sacramento é especialista em (re)conectar pais e filhos emocionalmente e atende na Imaginare Clínica Integrada. Insta: @eullersacramento



Notícias da editoria