Diário da Serra

Diretor da Escola Jada Torres se reúne com Emanuelzinho para solicitar construção de quadra

Paulo César Desidério 21/08/2019 Educação

Instituição está sem quadra desde 2016

Foto: Mario Robson Rodrigues

Alunos da Escola Estadual Jada Torres convivem com uma situação desagradável que se arrasta por um período considerável. Desde 2016 a instituição está sem quadra poliesportiva. Com isso, os estudantes são atrapalhados em suas aulas de educação física. Como forma de tentar solucionar o problema, o diretor da instituição de ensino, Magno Alves, visitou o gabinete do deputado federal Emanuelzinho (PTB) no último dia 16.

 

Na oportunidade, a demanda foi apresentada junto ao parlamentar. De acordo com o diretor, na gestão anterior, os deputados estaduais Saturnino Masson (PSDB) e Wagner Ramos (PSD) haviam dado apoio para a construção da nova quadra. Porém, segundo Magno, o que estava ruim acabou piorando, uma vez que a quadra antiga foi desmanchada e assim permaneceu.

 

"Desde essa data estamos sem quadra na Escola Jada Torres. Tivemos que adaptar um espaço de terra nos fundos da escola, aonde nós adquirimos um caminhão de pó de brita e colocamos ali para evitar aquela terra vermelha para os alunos estarem fazendo educação física. Até hoje estamos com essa situação, uma escola sem uma quadra em que temos que aplicar a disciplina de educação física sem ter espaço adequado para isso", explicou.

 

Ainda conforme o diretor, em 2017 ocorreu uma licitação vencida por uma empresa. Entretanto, com os atrasos de pagamentos do governo do estado, houve desistência. Após a suspensão desta empresa, a situação não se resolveu.

 

Há 30 dias, o diretor se reuniu com o deputado estadual Dr. João. A conversa resultou na informação de que existe verba a ser liberada. Diante disso, o reforço de Emanuelzinho na luta pela construção da quadra foi acionado.

 

“Foi uma conversa que fluiu, inclusive ele ficou de nos dar a resposta em 30 dias. Disse que vai reunir com o Dr. João, com o senador Wellington Fagundes e tentar ver se eles direcionam emendas parlamentares as quais tem direito para a gente tentar a construção dessa quadra. Ele não prometeu nada, disse que o que estiver no alcance dele ele vai fazer. A gente fica na esperança e aguardando para ver se a gente consegue ter essa quadra que é um sonho de toda a comunidade da escola, principalmente os alunos que fazem educação física na quadra e não tem um local adequado”, disse, esperançoso, ao criticar a forma como o governo do estado trata a situação.

 

“Como foi a Seduc que deu início, acho que o governo do estado tem um compromisso maior em nos ajudar e entender que uma quadra poliesportiva numa escola é de extrema necessidade”, completou.

 

Para Magno, Emanuelzinho revelou que virá ao município de Tangará da Serra durante a Exposerra, já com a resposta sobre o caso.

Notícias da editoria