Diário da Serra

Tempo de (re)conexão

Euller Sacramento 22/12/2020 Artigos

Para esta data meu desejo é de (re)conexão com aqueles que são importantes na sua vida

Artigos

Nesta semana, muitos vão comemorar o natal, diante de um ano difícil como tem sido 2020. Para esta data meu desejo é de (re)conexão com aqueles que são importantes na sua vida, contudo, deixou-os de lado com o objetivo de focar no trabalho para superar a crise. No entanto, o ano chegou ao fim, a crise continuou e só restou uma coisa: a desconexão com seu filho.


Parece clichê, mas a vida passa rápido, nossos filhos crescem num piscar de olhos e fica somente o sentimento de “devia tê-los aproveitado, cresceu tão rápido”. Por isso a importância de aproveitá-los a cada minuto, cada momento como escreve a Paula Jacome: aproveite o amor de pertinho... Um dia, assim, do nada, ela vai parar de te chamar para dar o beijo de boa noite e colocar a coberta antes de dormir. Um dia assim... Do nada, ela vai trancar a porta do banheiro para tomar banho, vai estudar sozinha para a prova, vai receber a ligação de um amigo...


Vai ligar o microondas e esquentar o próprio leite de manhã. Um dia, ela vai fazer um bolo para você e a própria panqueca. E vai compreender, sem chorar ou reclamar, que não precisa de outra mochila para começar o ano escolar.

Ela vai parar de deixar todos os brinquedos espalhados pela casa... Porque não vai mais brincar tanto. Um dia, sem avisar, ela vai crescer. E você vai se orgulhar de quem ela é agora. Da semente que plantou. Vai olhar e ver que tudo que fez compensou, valeu a pena.


Mas até lá, aproveite o cansaço de ninar o seu bebê todos os dias, aproveite a falta de espaço na cama com seu filho no meio, aproveite enquanto cabe todo mundo na cama. A falta de tempo e energia pra namorar. Aproveite a desobediência, aproveite o barulho, o cheiro, o andar tropeçando em brinquedos.


Aproveite o trabalho, a preocupação, a tarefinha da escola, o bilhetinho de dia das mães.  Aproveite o amor de pertinho, enquanto eles são crianças... Um dia você vai lembrar que ela não te chamou pra dar o beijo na hora de dormir, e vai lembrar que ela só gostava de dormir no colinho, ou na sua cama...


 Seu coração vai apertar e você vai chorar... Eu chorei... Mesmo adorando tudo que ela é agora, amando tudo que ela faz e a relação que temos hoje. Mas ela não cabe mais no colo, só no coração mesmo...


Tenho que confessar que aqui escorreu uma lágrima e por aí? Então pais e mães, APROVEITEM O AMOR DE PERTINHO, UM DIA ASSIM DO NADA...

 

Euller Sacramento é especialista em (re)conectar emocionalmente pais e filhos. Atende na Imaginare Clínica Integrada em Tangará da Serra – MT. Instagram: @eullersacramento



Notícias da editoria