Diário da Serra

VISITAS – Saúde realiza Ação Integrada para combate ao mosquito da dengue

Redação DS 18/02/2021 Saúde

Agentes também farão a atualização de cadastros de cidadãos

Secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta

A Secretaria Municipal de Saúde realizará na próxima semana, entre os dias 22 a 26 de fevereiro, uma “Ação Integrada” envolvendo os setores de Endemias e Atenção Básica, com objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, e atualizar ou realizar novos cadastros de cidadãos para o acesso ao serviço público de saúde.


Simultaneamente, os Agentes de Combate a Endemias (ACE’s) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), devidamente identificados e uniformizados, visitarão os bairros em horário diferenciado, das 8h e as 14h, sem intervalo, para atingir especialmente os moradores que estão em casa apenas no horário do almoço.


Em entrevista ao Programa Primeira Hora, da Rádio Serra FM, a secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, afirmou que o objetivo é oportunizar aos munícipes receberem a visita dos agentes em horário de almoço, ajudando com isso o município a fechar o primeiro ciclo deste ano satisfatoriamente. “Então nessa semana de Ação Integrada eles farão um horário diferenciado para chegar a essas casas que os agentes de endemias encontram fechadas e verificar como está toda a situação do quintal, fechando assim o ciclo neste mês de fevereiro”, destaca a secretária, ao explicar que a Vigilância Ambiental trabalha em ciclos, com visitas e avaliações.


Além da verificação e orientação quanto a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, o objetivo da ação é atualizar os cadastros existentes e fazer novos cadastros de cidadãos para o acesso à saúde pública. “O cadastro é muito importante, pois assegura recursos do Sistema Único de Saúde para atender os serviços do Município, uma vez que os repasses do SUS são feitos de acordo com o número de cidadãos cadastrados”, explica a secretária.


“Pedimos para que os moradores recebam nossos agentes comunitários e de endemias, que estarão todos uniformizados”, pede a responsável, ao lembrar que mesmo que não receba um agente em sua casa, os moradores devem reforçar os cuidados com o quintal. “Fazer nossa tarefinha de casa: olhar o quintal, evitar qualquer lugar que possa deixar água parada (…) para que possamos reduzir o risco da dengue”.

Notícias da editoria