Diário da Serra

Bastidores da Política

Redação DS 11/07/2019 Bastidores da Politica

12/07

Bastidores da Política

Segurança Pública

Os encaminhamentos feitos pelas lideranças regionais e as forças de segurança durante a audiência pública realizada nesta quinta-feira, 11, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, serão levados pelo deputado estadual Dr. Gimenez ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, nas próximas semanas.


Prioridades

Para o delegado-geral Mário Dermeval uma das prioridades da corporação é o aumento de profissionais, que incluem policiais, investigadores e escrivães, com apoio de novas tecnologias. “Nosso efetivo atual (para os 28 municípios) é de aproximadamente 300 profissionais, mas precisamos pelo menos de mais 50% desse número”.


Agenda 

A faixa de fronteira de Mato Grosso compreende cerca de 900 km de extensão, abrange 28 municípios e aproximadamente 531 mil habitantes, sendo 382,8 mil em 23 municípios da região oeste. “Estamos com uma agenda programada a Brasília, unindo bancada estadual e federal, para sensibilizar o presidente e também o ministro”.


Indicações

As indicações do Dr. Gimenez ao ministro Moro incluem: a construção de uma penitenciária de segurança máxima em Cáceres, recursos para a construção de uma unidade própria da polícia judiciária civil (PJC) em Mirassol D’Oeste e viaturas para as polícias civil, militar e Gefron.


Ao Estado

Já ao governo estadual, as reivindicações são de instalação de uma gerência do Ciopaer em Porto Espiridião; a aquisição de um helicóptero para agilizar o atendimento das ocorrências; a instalação de câmeras de segurança no modelo OCR e o aumento do efetivo policial na região.


Visitas técnicas aos hospitais regionais 

A equipe técnica da Comissão de Saúde aguarda a última visita aos hospitais no interior do estado para divulgar o relatório final das ações parlamentares. De acordo com o cronograma, até o momento, os membros da comissão visitaram oito unidades de saúde, entre elas Barra do Bugres, no dia 1º de julho. “Estamos priorizando as unidades hospitalares que são administradas pelo Estado. São visitas técnicas, durante as quais solicitamos números e indicadores daquelas unidades”, disse o presidente da Comissão de Saúde, deputado Paulo Araújo (PP).

Notícias da editoria